Jane Fonda é vacinada contra a Covid-19 nos Estados Unidos: 'Não dói'

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz Jane Fonda, 83, foi vacinada contra a Covid-19, neste domingo (31), nos Estados Unidos. Ela publicou uma foto do momento em seu Instagram. "Fui vacinada hoje. Não dói", escreveu na legenda. Fãs de Jane Fonda comemoraram a imunização da atriz. "Tão feliz. Nós precisamos de você nesta terra. Você traz alegria para nós", comentou um seguidor. "Se mama Jane se vacinou, eu me sinto segura [para me imunizar]", afirmou outra internauta. Assim como Jane Fonda, outros artistas já tomaram a vacina contra a Covid-19 e postaram nas redes sociais para incentivar a vacinação. Entre eles estão os atores Anthony Hopkins, Steve Martin, o cineasta Oliver Stone e o cantor Tony Bennett. Jane Fonda é uma das atrizes mais atuantes em causas sociais. Em 2019, ela foi presa pelo menos quatro vezes por protestar todas as sextas-feiras contra as mudanças climáticas em Washington D.C., capital dos Estados Unidos. A atriz receberá uma das mais importantes homenagens do Globo de Ouro, o prêmio honorário Cecil B. DeMille, que é concedido anualmente àqueles que causaram um impacto permanente no mundo do entretenimento. Com a premiação, Fonda se junta a uma extensa lista de ganhadores do DeMille, que inclui estrelas como Tom Hanks, Jeff Bridges, Oprah Winfrey, Morgan Freeman e Meryl Streep. Em depoimento, o presidente da organização que realiza o Globo de Ouro, Ali Sar, elogiou a carreira condecorada de Fonda e mencionou o "ativismo implacável" da atriz. "Seu talento inegável rendeu a ela o mais alto nível de reconhecimento", disse Sar. "Embora sua vida profissional tenha dado muitas voltas, seu compromisso inabalável de provocar mudanças permaneceu." Agora, o Globo de Ouro a ser recebido por sua atuação fora das telas passa a integrar a coleção de troféus que Fonda ganhou por atuar em filmes como "Até os Fortes Vacilam", de 1960, "Klute - O Passado a Condena", de 1971, e "Amargo Regresso", de 1978.