Jamie Spears alega que Britney ‘poderia ter morrido’ caso não houvesse tutela

Britney Spears credit:Bang Showbiz
Britney Spears credit:Bang Showbiz

Jamie Spears afirmou que sua filha, Britney Spears, "poderia ter morrido" caso não houvesse o acordo de tutela.

A estrela pop, de 41 anos, enfrentou uma série de conflitos pessoais em 2007, quando foi colocada sob um acordo que concedeu a seu pai e a uma equipe de outras pessoas o controle sobre seus assuntos financeiros e profissionais. Agora, um ano após a tutela ser extinta, Jamie explicou que acredita que o controverso acordo realmente pode ter sido a salvação da vida da cantora.

"Meu Deus, onde ela estaria sem aquela tutela agora? Não vou pintar nenhum quadro bonito para você. Essa tutela foi uma época e tanto, e sem ela não sei se ela estaria viva agora. Todas as decisões foram tomadas com um grupo de pessoas muito boas", disse ele.

A tutela foi rescindida por um tribunal de Los Angeles em 2021, mas Britney - que se casou com Sam Asghari no início deste ano e tem os filhos Sean e Jayden com o ex-marido, Kevin Federline – optou por se afastar de sua família, e Jamie insistiu que ainda "ama sua filha" e descreveu a rixa familiar como "terrível".

"Eu amo minha filha com todo o meu coração e alma. A situação entre nós é simplesmente terrível. Não acredito que ela teria recuperado as crianças sem a tutela. Eles não perderam tempo com a mãe. Eles não perderam tempo com o pai. Meu principal objetivo era trazer Britney de volta com seus filhos em um relacionamento confortável. E a tutela, como eu disse, deu a Kevin uma sensação de paz e proteção. As regras do juiz (que exigiam que Jamie supervisionasse o tempo de acesso de Britney com seus filhos) eram uma ótima ferramenta. Eles nos permitiam ajudar as crianças, mas proteger Britney também. Se a tutela não existisse, ela nunca teria seus filhos de volta", relatou Jamie ao jornal The Sun.

A cantora – que alegou ter sido ‘forçada’ a se apresentar contra sua vontade - foi à falência em 2008, e Jamie insistiu que o acordo foi feito para que ela pudesse se recuperar financeiramente com uma série de turnês e uma residência lucrativa em Las Vegas.

"Ela não tinha dinheiro algum. A tutela estabeleceu um recurso pelo qual ela poderia se reerguer financeiramente. E, você sabe, nós trabalhamos - e ela trabalhou - e se recuperou financeiramente", acrescentou.