James Franco admite ter dormido com alunas e diz lidar com vício em sexo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • James Franco
    James Franco
    American actor

Por Lisa Richwine

LOS ANGELES (Reuters) - Ator indicado ao Oscar, James Franco admitiu ter dormido com alunas de uma escola de atuação que administrou, dizendo que sofreu com o vício em sexo e que tem se esforçado para melhorar de comportamento nos últimos anos.

Em trechos do The Jess Cagle Podcast publicados na quarta-feira, Franco, de 43 anos, disse que quando lecionava "realmente dormi com alunas e isso foi errado". Ele negou ter aberto a escola para atrair mulheres com intenções sexuais.

"Suponho que na época pensava que se era consensual, tudo bem", acrescentou ele no podcast SiriusXM.

"Na época eu não raciocinava com clareza."

Os comentários detalhados foram os primeiros do ator sobre acusações feitas quase quatro anos atrás, quando o jornal Los Angeles Times noticiou que cinco mulheres o acusaram de conduta que consideraram imprópria.

Mais tarde, em outubro de 2019, duas mulheres abriram um processo contra o astro de "Segurando as Pontas" acusando-o de explorar aspirantes a atrizes em sua escola hoje fechada e de ludibriar mulheres jovens para gravar cenas de sexo explícito.

Franco disse que desenvolveu um vício em sexo depois de superar um vício em álcool quando era mais jovem.

Neste ano, ele concordou em pagar 2,2 milhões de dólares para encerrar o processo de 2019, de acordo com documentos registrados no Tribunal Superior de Los Angeles.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos