James Bond pode ser diluído pela Amazon, diz roteirista da franquia

·2 minuto de leitura

John Logan, roteirista indicado ao Oscar que escreveu, entre outras coisas, 007: Operação Skyfall e 007 Contra Spectre, está um pouco preocupado com a Amazon adquirindo a MGM, estúdio que tem a franquia de James Bond. Ele escreveu sobre isso no New York Times.


"Tendo trabalhado como roteirista em Operação Skyfall e Spectre, eu sei que Bond não é só mais uma franquia, não é uma Marvel ou DC," Logan explicou no artigo que escreveu. "É um negócio de família que foi cuidadosamente nutrido e pastoreado pelo passar do tempo pela família Broccoli/Wilson."


As famílias tem 50% do controle da franquia, incluindo a direção criativa, mas Logan se mostra apreensivo com o futuro. "O que acontece se uma corporação forte como a Amazon começar a demandar uma vozx no processo? O que acontece com o comando e o controle de qualidade se houver um chefe Amazoniano avaliando cada decisão com dados? O que acontece se um grupo de teste diz que não gosta do Bond bebendo martinis? Ou matando tantas pessoas? Ou que o sotaque britânico é um pouco alienante, então podíamos ter mais americanos na história pelo marketing?"


Logan depois explica que empresas gigantes tendem a diluir as histórias até suas versões mais básicas para tentar conseguir aprovação geral, o que tira a criatividade das narrativas. Por enquanto, entretanto, a aquisição da MGM pela Amazon não parece que irá interferir nos planos de 007. Não há, por exemplo, ideias de lançar os filmes da série no Prime Video.


007 - Sem Tempo Para Morrer é o novo capítulo de Daniel Craig como James Bond, agora frente à frente um vilão interpretado por Rami Malek que promete revelar segredos sombrios sobre Madeline Swan (Léa Seydoux). Ralph FiennesNaomie HarrisChristoph WaltzJeffrey Wright e Ben Whishaw estão de volta. A eles se juntam Ana de Armas Lashana Lynch. A direção é de Cary Fukunaga (True Detective - Primeira Temporada). O filme será lançado em setembro no Brasil.