Zé Felipe teme rejeição e deixa de seguir Jair Bolsonaro no Instagram

·2 min de leitura
Zé Felipe deixou de seguir Jair Bolsonaro (PL) no Instagram (foto: reprodução / instagram @zefelipecantor / Reuters)
Zé Felipe deixou de seguir Jair Bolsonaro (PL) no Instagram (foto: reprodução / instagram @zefelipecantor / Reuters)

Resumo da Notícia:

  • O cantor o seguia desde antes das eleições de 2018, quando o apoiou na campanha à presidência

  • Zé Felipe apareceu em um vídeo ao lado do pai, Leonardo, em um vídeo que foi resgatado 

  • O país escolherá um novo chefe do executivo em 2022 e Bolsonaro perde em todos os cenários de pesquisa

Zé Felipe tomou uma decisão totalmente baseado no medo neste início de 2022. O cantor sertanejo deixou o seguir o presidente Jair Bolsonaro (PL) no Instagram. Vale lembrar que em outubro deste ano, como prega a Constituição Federal, o povo ira às urnas eleger um candidato para presidente do Brasil nos próximos quatro anos.

Segundo informou a colunista Fábia Oliveira, do “Em OFF”, o cantor decidiu deixar de acompanhar a rotina do atual presidente ao ser duramente criticado após resgatarem um vídeo de 2018 em que ele aparece ao lado do pai, Leonardo, declarando apoio ao político com mais de 30 anos de carreira.

À época da disputa eleitoral, Jair Bolsonaro (PL), chegou a compartilhar o vídeo de apoio em suas redes sociais e ganhar admiradores. “Quem vai ganhar a eleição? Ele. Quem não está lá na prisão? Ele. Quem se dedica, capitão? Acabou a dúvida”, disseram pai e filho.

Cantor de ‘Toma Toma Vapo Vapo’, uma das músicas mais executadas no país em 2021, ele preferiu não dar mais brechas para especulações em um ano que o político deve tentar a reeleição. Ele perde para Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em todos os cenários que os dois disputam, no primeiro e um possível segundo turno.

Internação

O cirurgião Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo, que acompanha Jair Bolsonaro (PL) desde 2018, deve chegar a São Paulo para examinar o presidente por volta das 2h desta terça-feira.

Em entrevista a'O Globo, ele afirmou que pretende ir direto para o hospital, assim que desembarcar. Só então, diz ele, será possível ter um diagnóstico mais completo sobre o estado de saúde do presidente.

— A minha chegada no Brasil e no (hospital) Vila Nova será depois das 2h da manhã. Vou examinar o presidente, apalpar a barriga dele, que é o que interessa. E ver direitinho o caso. Aí elaboraremos um boletim, pela manhã, junto a toda equipe do Vila Nova — disse Macedo. Médico não crê em necessidade de cirurgia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos