Jade Picon troca folga no feriado por rotina de estudos para estreia em "Travessia"

Jade Picon vai estrear em telenovelas (Reprodução)
Jade Picon vai estrear em telenovelas (Reprodução)

Jade Picon estreia em outubro como atriz em "Travessia", e está se esforçando para conquistar o público após ser criticada por não ter nenhuma experiência como atriz. Em suas redes sociais, a jovem afirmou que decidiu não folgar no feriado de 7 de setembro para estudar.

“Sem make, cabelinho bagunçado… Estava estudando. Meus amores, essa semana vai ter cena, viu. Estava estudando tudo, dando uma passada. Amanhã eu gravo. Estou muito feliz, cara. Vocês viram a chamada da novela ontem?! Está linda!”, comemorou ela.

Em meio à notícia da estreia de Jade, muitos artistas têm se pronunciado para defender o talento da jovem. Humberto Martins, por exemplo, não poupou elogios ao talento artístico de Jade Picon. Eles viverão pai e filha na trama de Gloria Perez. "Já fizemos um trabalho individual juntos e ela é boa. Ela tem talento, ela é inteligente. Ela pode! Não é a toa que foi escolhida", declarou o veterano ao podcast "Papagaio Falante".

Humberto também minimizou a polêmica em torno da escalação de Jade para um papel na obra: "Ninguém ia fazer uma escolha que ia deixar uma situação constrangedora para a pessoa e nem para a empresa, para o projeto. Viram nela um potencial. Antigamente eram os modelos de comerciais que vinham, que entravam [nas novelas], como Victor Fasano, como eu mesmo... Comecei como modelo".

Drica Moraes também já se manifestou e saiu em defesa de Jade Picon. A atriz viverá a mãe de Chay Suede e sogra da influenciadora. "Tento não ter preconceito com as coisas a princípio, até que a pessoa me prove o contrário", disse em entrevista para o "F5".

Drica disse que, com a revolução digital que a internet trouxe, não é possível esperar que as profissões continuem iguais ao que eram antes: "Sou um dinossauro, já. Na minha época, tinha que fazer teatro, ter experiência de palco. Hoje, os tempos são outros, não dá para ver com tanto preconceito, as pessoas podem nascer um grande talento vindo de um meio digital. A pessoa vai ter que ralar. Não vai poder fugir disso".