Homem mais rico da China doa R$ 60 milhões para vacina de coronavírus

Foto: AP/Thibault Camus

Jack Ma, o homem mais rico da China e fundador da gigante de e-commerce Alibaba, anunciou uma doação de 100 milhões de yuans - equivalente a mais de R$ 60 milhões em conversão direta - para pesquisadores trabalhando em uma vacina para o novo coronavírus.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

INSTALE O APP DO YAHOO FINANÇAS (ANDROID / iOS)

“Nós sabemos que a batalha entre a humanidade e doenças é uma longa jornada. Este dinheiro vai ajudar diversos esforços de pesquisas médicas e a prevenção de doenças”, declarou a fundação de Jack Ma em nota, segundo o Business Insider.

Leia também

O epicentro da epidemia de coronavírus fica em Wuhan, na China, onde mais de 7 mil pessoas foram contaminadas e ao menos 170 morreram. A doença já se espalhou para mais de 15 países, incluindo nove casos no Brasil.

Ma não é o único bilionário a doar para o combate ao coronavírus. A Fundação Bill & Melinda Gates, criada pelo segundo homem mais rico do mundo, o fundador da Microsoft, Bill Gates, anunciou a doação de US$ 10 milhões para socorristas na China e no continente africano.

Outras grandes empresas chinesas, como Tencent, Baidu e ByteDance, também anunciaram doações que somam mais de 300 milhões de yuans.