Iza já foi convidada duas vezes para concorrer no 'The Voice Brasil': "Não tive coragem"

Iza faz parte do time de técnicos do 'The Voice Brasil' ( Foto: Globo/ Victor Pollak)
Iza faz parte do time de técnicos do 'The Voice Brasil' ( Foto: Globo/ Victor Pollak)

Iza é a nova técnica do 'The Voice Brasil'. A cantora substitui Carlinhos Brown na temporada que começa no próximo dia 30 de julho.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Em conversa com o Yahoo!, a cantora contou que já foi convidada para participar das audições às cegas do programa. "Quando tinha canal no youtube chamaram duas vezes para participar e neguei. Não por achar que não passaria, mas não tive essa coragem. Não saberia lidar psicologicamente com a situação de subir em um palco e cantar para quatro cadeiras viradas para mim. Não ia conseguir cantar, não ia conseguir para na possibilidade de não virarem as cadeiras, do público não gostar, tropeçar nas escadas. Não tive coragem, mas admiro todo mundo que vem para cá. Não sou competitiva."

Leia Também:

Pluralidade

Além de Iza, o programa conta com Jeniffer Nascimento com repórter do backstage. "Precisamos falar com milhões de pessoas? Sim. Tudo isso é muito louvável, mas não acho que isso seja proposital. As pessoas que estão aqui são pessoas que a temporada precisa, independente de sexo e de cor. Mas que é bom se ver na televisão, é bom."

Eu quero você

Yahoo! perguntou como foi quando o primeiro candidato começou a cantar atrás dela. "Foi tenso, tenso. Mas estou achando super interessante descobrir essa nova experiência. Quando assistimos prestamos atenção na roupa, no sorriso, na presença de palco. Aqui é só o timbre e às vezes o candidato está nervoso, o candidato escolheu a música errada, acaba fazendo um pouco mais do que deveria. Foi bacana virar a cadeira pela primeira vez. Passou um monte de coisa na minha cabeça e o que valeu foi meu coração. Vou me emocionar muito nessa temporada."

Nova temporada

Marcado para estrear no próximo dia 30, o Iza chega ao programa equilibrando o gênero nas cadeiras giratórias."Estou muito emocionada, muito lisonjeada de fazer parte disso. A proposta do programa é inacreditável, muito necessária. É muito legal quando a gente tem um programa que incentiva a cultura em um momento como esse. Incentiva novos artistas a acreditarem na música, descobre novos talentos e dá novas chances a quem está aí há um tempão correndo atrás. Esse palco é abençoado independente do que aconteça com o artista que está passar por aqui."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos