Iza fala sobre feminismo e fotos ousadas: 'Quem me sexualiza são os outros'

Bárbara Saryne
(Foto: Fábio Rocha/Globo)
(Foto: Fábio Rocha/Globo)

Iza é quase um sinônimo para a palavra poder. A cantora, que tem feito sucesso desde o hit “Pesadão”, faz sucesso com suas fotos nas redes sociais e sempre que pode fala sobre representatividade. Em conversa com a imprensa, antes de se apresentar no Chilli Mob Cruise, a artista explicou o que a motiva na hora de postar cliques com o corpo em evidência.

Receba no seu Whatsapp as novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais)

Posto para mim. Estou me sentindo bem, gata, maravilhosa, e quando a gente está se sentindo assim a gente tem que esbanjar mesmo”, diz ela, que não se preocupa com as críticas. “Geralmente, as pessoas falam que não preciso disso, mas é legal deixar claro que preciso me amar e se estou me amando posso mostrar isso para todo mundo”, completa.

Feminista e carioca, a cantora de 28 anos acredita que não deve “carregar um peso que as pessoas colocam em seus ombros” e diz que não costuma postar fotos ousadas com alguma intenção.

Quem me sexualiza são os outros, dispara, lembrando que os homens também podem ter um papel muito importante na luta das mulheres por direitos iguais.

“O lugar de fala é das mulheres, mas quanto mais gente falando sobre isso e apoiando o feminismo melhor. Não vamos chegar a lugar nenhum sozinhas e é muito bom reiterar que essa luta não tem nada a ver com competição. A gente só quer igualdade, não só de direitos como de deveres. Se os homens ajudarem vai ser tudo mais fácil”, avalia.

Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por IZA (@iza) em 20 de Mar, 2019 às 3:17 PDT

Empoderamento Verdadeiro

Trabalhando atualmente com a música “Dona de Mim”, que não deixa de ser um recado para a sociedade, Iza conta que se impressiona toda vez que vê o público emocionado com a canção. Segundo ela, a faixa foi escrita por Arthur Marques, que na época sofria de depressão, carrega uma mensagem muito poderosa.

“Foi incrível quando vi a letra dessa música pela primeira vez. Parecia que tinha sido eu que tinha escrito. Me emocionei muito. Quando canto essa música nos shows, sinto que as pessoas sentem algo especial porque é um discurso de empoderamento verdadeiro”, afirma ela, que vê cada vez mais a necessidade de falar sobre as minorias.

‘Eu sou você amanhã’

(Foto: Reprodução/YouTube)
(Foto: Reprodução/YouTube)

Recentemente, a estrela fez um show no Sesc da cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo, e se emocionou ao ser entrevistada por duas crianças negras no camarim. No bate-papo, uma das meninas perguntou como a cantora se sente sendo influência para tantas meninas negras e a artista começou a chorar. “Muito feliz, acho que isso é a concretização de um sonho”, respondeu.

Questionada novamente sobre isso, agora pela imprensa, a artista diz que sempre acreditou na representatividade, mas até aquele momento não tinha ouvido isso de uma criança negra. “Foi muito genuíno, uma troca muito especial. Acho que a gente tem a garantia de estar no caminho certo quando a gente recebe retorno”, diz ela, que sentia falta de alguém em quem pudesse se projetar quando era mais nova.

Toda vez que olho para essas meninas nos shows, quando encontro no aeroporto, na rua, estou sempre me vendo nelas e pensando como seria legal se na minha infância tivesse tido alguém em quem eu pudesse me inspirar porque isso faz bastante diferença

Planos e parcerias

Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por IZA (@iza) em 1 de Mar, 2019 às 12:42 PST

Mesmo com pouco tempo de carreira, Iza conta com apresentações importantes da música brasileira no currículo, como Caetano Veloso, Simoninha e Elza Soares. Para o futuro, ela pensa em fazer um feat com Alcione e sonha alto quando o assunto é parceria internacional. “Adoraria gravar com a Ciara”, revela.

Iza conheceu a cantora no Rio de Janeiro, em uma visita da artista ao Brasil, e se encantou com o carisma da mulher. “Às vezes dá um pouco de medo de conhecer um ídolo porque a gente não sabe como ele é, pode ser que a gente se decepcione, mas ela foi muito gente boa, muito simples, humilde, conversamos muito. Não só ela como o marido e toda a equipe”, conta.

Enquanto não agiliza esse projeto, Iza conta que está se programando para uma apresentação no Lollapalooza deste ano. Na edição anterior, ela dividiu o palco com Rincon Sapiência e lançou a música “Ginga”, mas desta vez terá o prestígio de voltar ao festival sozinha. “É tanta animação que não sei nem o que dizer. Estou correndo para agilizar tudo”, diz ela.

Carreira na TV

Iza no comando do ‘Música Boa Ao Vivo’ (Foto: Wallace Barbosa/AgNews)
Iza no comando do ‘Música Boa Ao Vivo’ (Foto: Wallace Barbosa/AgNews)

Em 2018, além do crescimento na área musical, Iza teve sua primeira oportunidade como apresentadora. Ela comandou o “Música Boa Ao Vivo”, no Multishow, e se destacou à frente da atração que já foi comandada por Anitta. Agora, ela se prepara para encarar o desafio da TV aberta como apresentadora do “Só Toca Top”, ao lado de Toni Garrido.

“A música tem me apresentado para outros caminhos e isso de ser apresentadora é uma coisa completamente nova. Não estava preparada para viver isso, mas estou feliz porque descobri que é uma coisa que gosto de fazer também”, relata.

Sobre o desempenho na função, Iza ainda tem suas ressalvas. “Sou virginiana, bem perfeccionista. Sei que tenho muita coisa para melhorar e aprender, mas acho que a Globo não seria maluca de me colocar nessa função à toa. Estou confiando neles porque sei que também confiam em mim”, explica.

Vida de casada

(Foto: Roberto Filho/Brazil News)
(Foto: Roberto Filho/Brazil News)

Casada com o produtor musical Sérgio Santos desde o fim do ano passado, Iza já consegue sentir algumas mudanças em sua vida. Para ela, a união com o parceiro tem sido divertida e uma de suas melhores escolhas.

Por conta da agenda apertada, ela conta que tem pouco tempo para curtir a nova fase, mas o fato de dividir o mesmo teto com o amado já ajuda. “Ele trabalha pra caramba também e agora está mais fácil porque estamos na mesma casa, então em algum momento a gente se encontra. Está uma delícia”, afirma.

Ela e o marido, inclusive, já pensam em ter filhos, mas precisam se organizar antes de colocar o plano em ação. “Quero me dedicar, ser mãe vai ser uma dádiva. Acho que é um dom meu, me sinto muito maternal e quero ter o máximo de filhos que puder. Sei que poderei contar com a minha mãe e a minha tia, mas quero estar com meus filhos o máximo possível. Isso está nos planos”, garante.