Ivete Sangalo critica Rodrigo Branco por racismo: “Falei da minha tristeza"

Ivete Sangalo se posicionou contra o empresário Rodrigo Branco (reprodução/instagram @ivetesangalo)

Ivete Sangalo se posicionou contra o comportamento racista que o empresário Rodrigo Branco teve nesta semana. O ex-diretor da Band, hoje um facilitador da vida de famosos em Orlando, nos Estados Unidos, atacou Thelma Assis, do ‘BBB’, e a jornalista Maju Coutinho.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Tenho 47 anos e jamais vou saber o gosto que é entrar em um elevador e uma pessoa me olhar de cima a baixo. Jamais vou saber o gosto de pensar que não mereço. É horrível isso gente. Tenho filhos. A minha empatia é praticada com tantas coisas. Meus filhos são a minha fonte mais inesgotável de empatia. Não quero para ninguém o que não quero para meus filhos. A dor da exclusão é dilacerante, pelo amor de Deus”, disse a cantora em live no Instagam.

Leia também

Ela ainda afirmou que entrou em contato com amigo para expressar sua indignação. “Então, o que quero dizer a vocês é que discordo completamente da postura dele. Conversei com ele, falei da minha tristeza. Ele já está aprendendo. É importante aprender na dor porque é aquela coisa de você.... Hoje, às 18h, minhas filhas estavam gritando e disse: a mãe vai gritar também? Vou ter que gritar? Porque você tem que ter calma. Falei com uma, com calma, que seu eu pudesse faria e que se não pudesse não faria. Mas sem gritar, sem agonia, refletindo. E acho que elas aprendem. Mas tem pessoas que aprendem no risco, na dor, e é terrível isso. Não desejo isso para ele nem para ninguém”, refletiu.

Ivete se juntou à Preta Gil, Rita Batista e tantas outras que se posicionaram contra o empresário que as leva de graça e proporciona mordomias nos Estados Unidos. “É preciso ouvir. Buscar por pessoas que tem o que nos ensinar. As pessoas precisam só ouvir para aprender. Existe dentro dessas posturas um teor de ignorância, no sentido de ignorar o fato, a história, o conhecimento sobre as coisas e tem tanta gente bacana para ensinar”, alertou.

Ivete ainda ponderou sobre o seu privilégio de ser branca. “Confesso a vocês que isso me deixa muito angustiada justamente por não conseguir me colocar de fato nessa situação. Sabe o porquê? Por que jamais sofri esse tipo de coisa. É preciso ouvir quem sofre esse tipo de preconceito ignorante, perverso, grotesco, sem força, equivocado. É preciso ouvir. Se você não sabe o que dizer, ouça”, completa.

Ivete concluiu o assunto convidando os fãs a não julgar. “Não temos que crucificar o outro, temos que aprender com a situação e para aprender é preciso ouvir. Achamos que podemos falar sobre as pessoas nas redes sociais sem interessar raça, religião, nada. Mas não é assim. Não posso dar uma opinião sobre uma pessoa sem a conhecer”, disse.

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.