Italiana de 95 anos é curada do coronavírus

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A italiana Alma Clara Corsini, 95 anos, é uma das primeiras pessoas a serem curadas do coronavírus. Ela posou ao lado dos médicos para registrar o momento. O caso aconteceu na província de Modena, no norte do país. A informação é da Gazzetta di Modena.

A internação da senhora começou no último dia 5 de março.

"Sim, sim, estou bem. Eles [os médicos] eram pessoas boas que cuidavam bem de mim e, agora, vão me mandar para casa daqui a pouco", disse Alma à publicação.

Um outro caso de cura aconteceu na região da Lombardia, uma das regiões onde há mais mortes. Trata-se de um idoso de mais de 97 anos curado do coronavírus. Ele recebeu alta nesta semana e conseguiu se recuperar de uma pneumonia.

O número de mortes por causa do novo coronavírus na Itália ultrapassou o da China desde a última quinta (19). Com mais 600 casos em um dia, a Itália tem agora mais de 4.000 mortes. O último dado divulgado pela China foi de 3.249 mortos

Em número de mortos por 100 mil habitantes, a Itália tem situação muito mais grave que a da China: 5,7, contra 0,23. A média mundial é 0,115 e a da Europa, 0,5 (puxada pelos números italianos). A Espanha registrava 1,3 mortes por 100 mil habitantes na manhã desta quinta, a França, 0,7, e Suíça e Holanda, 0,4.

A Itália é o país mais afetado pela pandemia na Europa, e responde por cerca de três quartos das mortes decorrentes de coronavírus no continente: 4.196 até as 10h desta quinta.