Itaú dará prêmio de R$ 150 mil para grupos do setor cultural

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Itaú Cultural vai oferecer o Prêmio Milú Villela para pessoas e grupos que atuaram no setor cultural do país nos últimos 35 anos. Dividida em cinco categorias —Aprender, Criar, Experimentar, Inspirar e Mobilizar—, a homenagem dará um prêmio de R$ 150 mil e um troféu para cada vencedor.

O anúncio dos ganhadores será feito em novembro.

Integram a comissão de seleção o escritor indígena Daniel Munduruku, a dramaturga Dione Carlos, a diretora da São Paulo Companhia de Dança, Inês Bogéa, o cineasta Joel Zito Araújo, o crítico Moacir dos Anjos e a cantora Zélia Duncan, além do diretor da instituição, Eduardo Saron.

A premiação é uma homenagem à atuação de Milú Villela como presidente do Itaú Cultural entre 2001 e 2019, e faz parte as ações em comemoração aos 35 anos da instituição.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos