Itaú Cultural, IMS, MAM e MAC seguem Doria e fecham por causa do coronavírus

*ARQUIVO* Vista lateral do Museu de Arte Moderna de São Paulo, no parque Ibirapuera. (Foto: Jaime Oide/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) Diversos equipamentos culturais de São Paulo decidiram seguir, na manhã desta segunda (16), a orientação do governador João Doria (PSDB) de fechar museus e centros culturais independentes a partir desta terça (17).

O governador anunciou a medida, que visa conter a disseminação do coronavírus, numa entrevista à GloboNews no domingo (15).

Entre os equipamentos fechados, estão o IMS-SP (Instituto Moreira Salles), o Itaú Cultural, o MAM-SP (Museu de Arte Moderna de São Paulo) e o MAC-USP (Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paul o)-a universidade anunciou que suspenderá as aulas nesta semana. A Pinacoteca, equipamento estadual, abriu no fim de semana, mas também não funcionará a partir de agora.

Na sexta (13), a prefeitura de São Paulo já tinha anunciado o fechamento de todos os espaços culturais municipais, caso do CCSP e do Theatro Municipal, por exemplo. Outras instituições, como o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), o Centro Cultural Fiesp e o Farol Santander não abriram no fim de semana para evitar aglomerações.

Isso faz com que uma série de aberturas importantes de artes plásticas na cidade seja prejudicada. Enquanto o IMS inauguraria nesta terça (17) uma exposição da fotógrafa chilena Paz Errázuriz, o MAM abriria no sábado (21) uma retrospectiva de Antonio Dias. Já o Masp iniciaria neste fim de semana o seu ano dedicado à dança, com exposições de Hélio Oiticica e da coreógrafa americana Trisha Brown.