Irmãos Russo quase pediram demissão da Marvel em "Guerra Civil"

·1 min de leitura
SAN DIEGO, CALIFORNIA - JULY 20: Joe Russo and Anthony Russo attend the #IMDboat at San Diego Comic-Con 2019: Day Three at the IMDb Yacht on July 20, 2019 in San Diego, California. (Photo by Michael Kovac/Getty Images for IMDb)
Joe Russo e Anthony Russo posam para os fotógrafos em evento realizado em 2019 (Foto de Michael Kovac/Getty Images for IMDb)

Resumo da notícia:

  • Os irmãos Russo quase pediram demissão da Marvel em "Capitão América: Guerra Civil" (2016)

  • De acordo com livro, os diretores não gostaram da interferência de Comitê de Criação da Marvel no trabalho deles

  • "Chegamos a um ponto em que dissemos em voz alta em uma sala", contou Joe Russo

Anthony e Joe Russo quase pediram demissão de "Capitão América: Guerra Civil" (2016). E o motivo para o entrevero não chega a surpreender, tendo em vista a grandiosidade do projeto: interferência da Marvel no processo criativo dos diretores.

A história foi contada no livro "The Story of Marvel Studios: The Making of the Marvel Cinematic Universe", ainda sem previsão de lançamento no Brasil. A publicação também conta como Chris Hemsworth pensou que havia sido demitido da empresa na mesma época.

Leia também:

Segundo os autores do livro, os irmãos Russo apostavam na briga entre o Capitão América e o Homem de Ferro em "Guerra Civil", algo que acabou sendo visto na tela do cinema; o Comitê de Criação da Marvel, localizado em Nova York, contudo, relutava em aceitar a ideia.

“Chegamos a um ponto em que dissemos em voz alta em uma sala: ‘Não estamos interessados ​​em continuar como diretores deste filme se for sobre gestão política e um terceiro ato'”, diz Joe Russo no livro.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Para o Comitê, o ideal seria mostrar os Vingadores não brigando entre si, mas unidos contra um inimigo em comum - no caso, o Barão Zema e o seu exército de soldados poderosos. A sorte dos irmãos Russo é que eles contavam com uma ajuda preciosa: Kevin Feige, CEO da Marvel Studios.

“E acho que Kevin ficou muito energizado com isso. E também, talvez tenha dado a ele alguma vantagem na situação, porque estávamos muito claros sobre nosso ponto de vista", afirma Anthony, por fim, na publicação.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo: