Intérprete de Zefa de 'Pantanal', Paula Barbosa seria outra personagem na trama

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A atriz Paula Barbosa, 35, entrou timidamente na novela "Pantanal" e aos poucos vem ganhando mais espaço na trama, escrita originalmente pelo seu avô, Benedito Ruy Barbosa, e atualizada pelo primo Bruno Luperi. Nos próximos capítulos, a empregada de Maria Bruaca (Isabel Teixeira) vai mostrar que pode ser uma pessoa de caráter duvidoso.

Além de fazer pequenas intrigas na família dos patrões, Zefa vai "chantagear" Bruaca para não revelar ao marido dela, Tenório (Murilo Benício), o caso extraconjugal que a dona de casa vem mantendo com um dos peões da fazenda. "Eu quis colocar essa dúvida nesse primeiro momento para público. A Zefa é má ou ingênua? Quem assiste à novela logo vai ver que ela é do bem. Meio futriqueira, mas boba que só", diz.

Em troca do silêncio do romance de Bruaca com Alcides (Juliano Cazarré), Zefa pede para ser levada como uma das convidadas à roda de violas na fazenda de Zé Leôncio. Ela até gosta da cantoria, mas o que quer mesmo é ficar perto de Tadeu (José Loreto) o "peão master" das redondezas.

"Zefa se encanta com o Tadeu desde o primeiro dia. Ele é o exemplo de homem e ela acha que nem tem chances com o cara. Só que o jogo vira", brinca. Depois de Guta, ele se envolve com Zefa e o mote da trama do casal será a virgindade da moça. "Ainda não gravei a cena, mas acontece antes do casamento. Ela tem essa coisa de querer casar virgem. Vai ter aquele jogo de 'quero', 'não posso', 'é pecado', mas ela não resiste", adianta Paula que, curiosamente, estava escalada para viver outra personagem na trama.

A atriz explica que quando foi decidido o remake de 'Pantanal', o avô tinha acenado com a possibilidade de que Paula interpretasse Guta. Com a definição do elenco, ela soube pelo primo Bruno que tinha ficado com a Zefa. "Amei. Apesar de não ter assistido a novela há 32 anos, sei a história toda (risos). Sempre ouvi em casa tudo sobre ela. Antes de começar as gravações maratonei 'Pantanal' no Youtube e a Zefa era uma das personagens que eu mais tinha adorado".

Paula elogia o primo que, segundo ela, desde pequeno já dava sinais de que seguiria os passos do avô. "Somos 11 netos e o Bruno sempre leu e estudou muito. Ele e Marcos, que são filhos da minha tia Edmara, cresceram basicamente na casa dos meus avós e, com certeza, foi um processo natural. São escritores talentosíssimos" , diz. Paula é filha de Edilene, irmã de Edmara.

A atriz revela que a família está surpresa com o sucesso na novela. "Lá em casa, todo mundo tinha certa insegurança de como seria 30 anos depois contar a mesma história para um público mais novo. Nós sabíamos que seria nostálgico para quem viu a primeira versão, mas a boa repercussão entre mais jovens nos surpreendeu", admite. Esta é a quinta novela da carreira de Paula, a terceira ['Paraíso' (2009), 'Meu Pedacinho de Chão' (2013)] sob a assinatura da família Barbosa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos