Instagram derruba fotos de Madonna, que rebate: “Mamilo de homem não é erótico?”

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Madonna cobriu o mamilo com um emoji (foto: reprodução / instagram @madonna)
Madonna cobriu o mamilo com um emoji (foto: reprodução / instagram @madonna)

Resumo da Notícia:

  • A cantora comparilhou uma sequência de fotos sexys em uma cada e seu mamilo aparecia em algumas 

  • O Instagram permite a exibição de partes do corpo como o bumbum, mas censura mamilos em suas fotos

  • Diferente de muitos artistas, Madonna é quem cuida de sua conta no Instagram há alguns anos

O Instagram não deixou no ar as fotos sexys que Madonna compartilhou em sua conta nesta quarta-feira (24). Alguns cliques da seleção que ela fez aparecia seu mamilo, o que não é permitido pela rede social, quando é o peito de uma mulher.

“Estou repostando fotos que o Instagram tirou do ar sem aviso ou notificação... O motivo pelo qual eles informaram à minha equipe – que não gerencia minha conta – é que uma pequena parte do meu mamilo foi exposta”, começou sua reflexão.

A rainha do pop, que há mais de 40 anos combate o machismo e sexismo em sua música e posicionamento, se assustou. “Ainda é surpreendente para mim que vivemos em uma cultura que permite que cada centímetro do corpo de uma mulher seja mostrado, exceto um mamilo. Como se essa fosse a única parte da anatomia de uma mulher que pudesse ser sexualizada”, apontou.

A artista ressaltou que a região é muito mais que simplesmente um ponto de prazer. “O mamilo que nutre o bebê! Um mamilo de homem não pode ser lido como erótico??!! E a bunda de uma mulher que nunca é censurada em lugar nenhum(?)”, questionou.

E continuou: “Agradeço por ter conseguido manter minha sanidade ao longo de quatro décadas de censura, sexismo, preconceito de idade e misoginia. Perfeitamente cronometrado com as mentiras em que fomos criados para acreditar sobre os peregrinos dividindo o pão pacificamente com os índios americanos nativos quando eles desembarcaram em Plymouth Rock! Deus abençoe a América”, concluiu.

Madonna se referiu a uma das histórias contadas pelos conquistadores dos Estados Unidos que são usadas como base para o feriado nacional do Dia de Ação de Graças, celebrado nesta quinta-feira (25). A data precede a tradicional Black Friday.

Estou postando as fotos que o Instagram tirou do ar sem aviso ou notificação. O motivo pelo qual eles informaram à minha gerência - que não gerencia minha conta - é que uma pequena parte do meu mamilo foi exposta. Ainda é surpreendente para mim que vivamos em uma cultura que permite que cada centímetro do corpo de uma mulher seja mostrado, exceto um mamilo. Como se essa fosse a única parte da anatomia de uma mulher que pudesse ser sexualizada. O mamilo que nutre o bebê! Um mamilo de homem não pode ser visto como erótico?! E a bunda de uma mulher, que nunca é censurada em lugar nenhum?", desabafou a artista.

#FreeNipples 

O movimento #FreeNipples, ou mamilos livres, visa aumentar a igualdade de gênero. Ela argumenta que enquanto homens são livres para exibir seus corpos como querem, mulheres são objetificadas e censuradas quando mostram os próprios corpos.

O movimento ganhou corpo nos Estados Unidos após mulheres lutarem pelo direto de fazer topless em alguns estados da federação. Antes das leis o ato era acusado de ‘comportamento lascivo’ ou ‘perturbação da paz’ e as mulheres presas.

Uma delas foi Phoenix Feeley, que chegou a ir para a prisão em Nova Iorque em 2005. Um recurso julgou que a lei foi mal aplicada já que no Estado o topless era permitido há mais de 15 anos. O poder público teve que indeniza-la em mais de R$ 160 mil.

Famosas como Björk, Lily Allen, Cleo, Kendall Jenner, Letícia Spiller, Kim Kardashian, Rihanna, Cara Delavingne, Rita Ora, Bruna Marquezine aderiram a campanha.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos