INSS não irá antecipar novos auxílios-doença; segurado deve agendar perícia médica presencial

Extra
·1 minuto de leitura
Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo

Foi encerrado nesta segunda-feira (dia 30) o prazo para pedir a antecipação do auxílio-doença pelo Meu INSS. A partir desta terça-feira, os segurados que precisarem dar entrada no benefício deverão agendar a perícia médica presencial em uma agência da Previdência.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) antecipou mais de 1,1 milhão de benefícios por incapacidade temporária durante a pandemia. Essas pessoas receberam o equivalente a um salário mínimo (R$ 1.045) durante até quatro meses. A antecipação foi paga aos segurados que enviaram o atestado médico pelo Meu INSS e tiveram o benefício concedido apenas com base nesse documento, sem perícia médica presencial.

Do total de 1.037 agências da Previdência abertas no Brasil, 438 estão oferecendo o serviço atualmente. Segundo dados de 24 de novembro, o tempo máximo de espera para agendamento de perícia é de até 30 dias.

Nesta terça-feira, 500 peritos que estavam em trabalho remoto devem retornar ao atendimento presencial, obedecendo a uma atualização normativa do Ministério da Economia. Com isso, serão cerca de 1.900 peritos atendendo pessoalmente nas agências de todo o país.

1) Acesse o site (meu.inss.gov.br) ou aplicativo do Meu INSS. Informe o login e a senha.

2) Selecione o ícone "Agendar Perícia" na tela principal

3) Escolha a opção "Perícia inicial"

4) Confirme as informacões cadastrais

5) Selecione a agência, o dia e o horário desejados