Inscrição cananeia incomum é encontrada em pente de marfim em Israel

Os arqueólogos encontraram uma inscrição incomum cananeu em um pente de marfim de 3.700 anos encontrado no sul de Israel, anunciaram os cientistas nesta quarta-feira (9).

O pente foi encontrado na escavação de Tel Lachish em 2017, mas as letras não foram detectadas até este ano após uma análise mais aprofundada, disse a Universidade Hebraica de Jerusalém em nota.

Este objeto fornece "evidência direta" do uso do alfabeto cananeu na vida cotidiana, disse o professor de arqueologia Yosef Garfinkel.

As 17 letras inscritas formam sete palavras que podem ser traduzidas como: "Que esta presa arranque os piolhos do cabelo e da barba", dizia a nota.

"Esta é a primeira frase encontrada na língua cananeia em Israel", disse Garfinkel.

Laquis, cerca de 40 quilômetros ao sudoeste de Jerusalém, foi uma importante cidade cananeia.

Os arqueólogos encontraram 10 inscrições lá, mas a do pente é a primeira "frase verbal completa" encontrada nesse local.

bs/ami/lg/dbh/mar/aa