Ingrid Guimarães se revolta com aglomeração provocada por Bolsonaro no Rio: "Isso é sadismo"

·2 minuto de leitura
A atriz Ingrid Guimarães. Foto: reprodução/Instagram/ingridguimaraesoficial
A atriz Ingrid Guimarães. Foto: reprodução/Instagram/ingridguimaraesoficial

Resumo da notícia

  • Ingrid Guimarães criticou evento com Jair Bolsonaro no Rio neste domingo (23)

  • Atriz questionou se passeio com motociclistas celebrava mortes por Covid-19

  • Presidente surgiu sem máscara e provocou aglomeração de apoiadores

Ingrid Guimarães usou as redes sociais para manifestar sua revolta com a aglomeração promovida pelo presidente Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro neste domingo (23). A atriz questionou a motivação do evento que reuniu o político, que surgiu sem máscara, como de costume, com motociclistas na cidade.

"Aqui no Leblon fechando a praia. As duas vias com Bolsonaro de moto para comemorar o quê, gente? O luto? As mortes?", perguntou ela no Twitter.

Leia também:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Na sequência, Ingrid chamou o ato de "sadismo" e declarou que era um desrespeito com quem perdeu um ente querido durante a pandemia.

"Isso é sadismo, senhor presidente. E falta de respeito com a família dos mortos! E espetáculo da ignorância. Fora o barulho, os helicópteros, a bandeira do Brasil. O momento teria que ser de respeito", afirmou ela, que usou ainda a hashtag #ForaBolsonaro.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Os seguidores da artista concordaram com a indignação da atriz, que era amiga próxima de Paulo Gustavo, um dos mais de 440 mil brasileiro mortos em decorrência da Covid-19 no país.

"É tão absurdo que eu nem sei mais o que dizer", comentou um fã da atriz. "É pra mostrar como o ser humano pode ser cruel, insensível e egoísta. Todos ali são cúmplices do genocídio que está em andamento", afirmou outra.

"É para arrastar a cara do povo no chão. Desrespeito, desumanidade, falta de amor no coração", completou uma terceira.

Ingrid também já desabafou publicamente com a realização de outros eventos em meio à pandemia, como o show no Copacabana Palace que contou com shows de vários artistas, como Gusttavo Lima e Ludmilla.

Na ocasião, ela compartilhou a manchete de uma notícia sobre a celebração, para 500 convidados, e disparou: "[Em] Que mundo vocês vivem?".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos