Coronavírus: infidelidade aumenta durante a quarentena

Os casos extraconjugais estão sendo descobertos durante a quarentena. Foto: Getty

Embora alguns relacionamentos estejam indo muito bem em meio à quarentena imposta pelo coronavírus, outros não chegarão ao fim da pandemia.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Diferentemente do que muitos imaginavam, o estresse e as pressões financeiras não são os únicos gatilhos que levam os casais a colocar um ponto final na relação. Como as pessoas estão presas em casa 24 horas por dia, 7 dias por semana, torna-se mais difícil manter segredos, e os casos de infidelidade cresceram significativamente nos últimos meses.

Leia também

“Problemas maiores, como o coronavírus, aumentam o questionamento das pessoas sobre os seus relacionamentos,” disse a advogada Fiona Reid ao Yahoo! “O fato de um casal estar isolado, sem a distração do trabalho, da vida social e dos esportes, faz com que as falhas da relação fiquem mais evidentes”. Essas falhas têm incluído a infidelidade.

Os infiéis estão sendo descobertos

“As pessoas que escondem seus casos extraconjugais estão sendo descobertas,” segundo disse ao Vice News o advogado de Chicago, Mitch Gordon. “Tenho recebido muitas ligações de pessoas dizendo: ‘Antes eu tinha uma suspeita, mas achava que não. Agora, tenho certeza de que isso está acontecendo’”.

É muito mais difícil esconder seus segredos do parceiro quando ambos são forçados a passar todos os minutos do dia juntos.

Robert Wallack, advogado de Nova Iorque, acrescentou que “há mais oportunidades de descobrir as coisas. Seja uma infidelidade ou algum tipo de irregularidade financeira, eu imagino que a descoberta pode levar alguém a dizer: ‘Cansei, e quero me separar.’”

Está cada vez mais difícil manter segredos durante a quarentena. Foto: Getty

A infidelidade não é o único aspecto causando atrito

Fiona conta que tem recebido mais ligações de pessoas com perguntas relacionadas ao divórcio ou a problemas no casamento. “Embora a história mostre que um período de crise financeira é sempre seguido por um aumento do índice de divórcios, agora também temos a pressão adicional do isolamento,” explicou.

Além da infidelidade e dos casos extraconjugais, Fiona diz que aqueles que mantêm vícios secretos também podem ser descobertos. “Eu tenho uma cliente que comentou recentemente que não havia notado o quanto o seu parceiro bebia até passar o dia inteiro com ele,” avisa Fiona.

“Ela é muito dedicada ao trabalho e eles só se encontravam por algumas horas no final do dia. Geralmente essas horas também eram compartilhadas com amigos, então o problema dele com o álcool não ficava tão evidente”.

Alguns casais estão discutindo com mais frequência na quarentena. Foto: Getty

Por que passar o tempo todo juntos coloca tanta pressão nos relacionamentos?

A maioria das pessoas costuma socializar com os amigos, ir ao trabalho, fazer exercícios ou assistir a eventos esportivos, explica Fiona. “Por causa dessas distrações, as pessoas não ficam muito focadas nos seus relacionamentos e nas características potencialmente irritantes e problemáticas dos seus parceiros,” acrescenta ela.

Fiona também lembrou que a chegada de novas responsabilidades, como a necessidade de acompanhar as aulas das crianças em casa por causa da pandemia, está dificultando ainda mais a situação: “As pessoas que tentam educar os filhos em casa, enquanto driblam suas próprias obrigações profissionais fazendo home-office, acham mais difícil chegar a acordos com seus parceiros,” disse ela. “Eles discutem sobre apoio mútuo, criando uma bola de neve de insatisfação geral em relação ao comprometimento do parceiro e à consideração pelas necessidades do outro”.

Os três principais motivos pelos quais os casais estão discutindo

Um estudo recente revelou as três principais razões pelas quais as pessoas estão discutindo, agora que passam cada vez mais tempo juntas em casa devido à pandemia de COVID-19.

A marca The Knot, planejadora de casamentos, se uniu à Lasting, voltada para a saúde dos relacionamentos, para descobrir como o coronavírus está impactando os casais.

O principal motivo pelo qual as pessoas estão brigando é a frequência das relações sexuais, seguida pelas discussões sobre onde gastar ou não gastar dinheiro, e a quantidade de tempo que o(a) parceiro(a) está passando no celular.

Kristine Tarbert