Idoso em surto dispara ao menos 30 vezes dentro de residência em Curitiba

Idoso atira ao menos 30 vezes dentro de residência em Curitiba - Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná/Reprodução

Um idoso de 74 anos entrou em surto na noite desta segunda-feira (07) em Curitiba. De acordo com o site Tribuna do Paraná, ele seria um colecionador de armas e teria realizado ao menos 30 disparos dentro de uma residência localizada no bairro Mercês. A Polícia Civil foi ao local para negociar com o homem. Até a publicação dessa matéria, não havia informações sobre feridos e os policiais ainda tentavam entrar em contato com o idoso.

“Nós recebemos um chamado no 190 de que havia disparos de arma de fogo e na chegada das equipes, foi constatado que uma pessoa em estado psicótico estava disparando a esmo dentro da casa. Nós temos a informação de que ele tem pelo menos três ou quatro armas dentro da residência”, explicou o tenente coronel da Polícia Militar Anderson Pereira ao portal.

Leia também

Apesar da informação que de que o homem seria colecionar de armas, a Polícia diz não saber que modelos estariam sendo usados pelo idoso. “Não temos ainda essa informação com precisão. Nós não tivemos acesso à casa e os negociadores estão tentando estabelecer um contato pra tentar encerrar a crise”, disse o tenente.

Idoso atira ao menos 30 vezes dentro de residência em Curitiba - Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná/Reprodução

Irmãos do idoso foram ao local para ajudar a polícia. De acordo com eles, a mãe do atirador, uma idosa que sofrer com problemas de locomoção, estaria dentro da residência. Segundo os familiares, o homem toma remédios, mas não teria protagonizado outro episódio como esse anteriormente.

Confirme informou a PM, os primeiros tiros foram dados a esmo dentro da residência. Posteriormente, o homem passou a atirar em direção ao lado externo da casa. “Nós já tivemos alguns disparos em direção aos policiais que estão trabalhando na negociação”, afirmou o tenente, que garantiu que a negociação segue até que a situação seja resolvida, evitando que pessoas sejam feridas.

“Agora, nós vamos acompanhar agora um processo técnico, que nós estamos mantendo permanentemente pra tentar solucionar a crise da melhor forma possível. Esta é uma região bastante populosa e nós temos muitos vizinhos prédios. Nós evacuamos tudo que foi possível no entorno da residência e vamos manter o isolamento até a solução da crise”, esclareceu Pereira.

Segundo o Tribuna do Paraná, um Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar conduz as ações no local.