Humberto Martins desmente treta com Jesuíta, mas confirma que deixou grupo: 'Tenho meus valores'

O ator interpreta Herculano em 'Verão 90' (Foto: Victor Pollak/Globo)

O ator Humberto Martins saiu de um grupo do elenco de ‘Verão 90’ no WhatsApp. A informação foi confirmada pelo próprio artista, que conversou com o Yahoo na tarde desta terça-feira (21) e desmentiu que tenha rolado discussões nos bastidores da Globo.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Segundo ele, o que motivou sua saída foi saber que a novela já está na reta final. “Como está acabando, não faz sentido permanecer no grupo. Resolvi sair”, afirma o ator, que não entrou em detalhes sobre o que era conversado pelo aplicativo.

De acordo com a colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, Jesuíta Barbosa também teria deixado a conversa depois de “discussões calorosas” por causa de política com Humberto Martins.

O veterano, no entanto, conta que teve um comentário no grupo da novela, mas nunca brigou com o colega de trabalho.

“A mídia tem colocado mentira de todo lado. Nem conversei com o Jesuíta. Imagina que vou discutir isso com alguém, ainda mais com ele, que é um rapaz amável e eu respeito muito. Sempre tivemos uma relação legal”, defende.

Leia mais: Globo não libera artistas para 'Programa da Maisa' e apresentadora faz desabafo

Sem citar nomes de políticos, Humberto Martins diz que não tem partido ou uma posição definida, mas não concorda com as ideias da esquerda. “Tenho meus valores, não quero comunismo e é óbvio que isso está implantado na esquerda. Quero o bem do meu país”, explica.

Para ele, o Brasil precisa avançar e as coisas não estão indo bem, mas não dá para culpar o governo do presidente Jair Bolsonaro por tudo. Na visão dele, muitas empresas só apoiam a oposição para evitarem a própria derrocada.

“Um governo não pode ter feito tanta coisa ruim em cinco meses. Não teve tempo. Já fui iludido um dia. Já cheguei a acreditar, lá atras, no que muitos jovens estão falando agora. Não sou ligado na política, mas isso não quer dizer que não sou atuante”, diz o artista.

‘Já cheguei aonde tinha que chegar’

Foto: Cesar Alves/Globo

Durante a entrevista, Humberto Martins desabafou sobre as críticas que recebe por causa de seu posicionamento político, disse que evita se expor na internet e que nunca foi tratado de maneira diferente por não pensar como vários artistas.

“Só tenho Instagram. Me defendo muito por lá. Posto várias mensagens subliminares e não uso outras redes sociais. No trabalho, até agora não percebi ninguém estranho”, conta ele, que faz o possível para não interiorizar as mensagens de ódio que recebe diariamente.

“Já cheguei aonde tinha que chegar. Meus trabalhos falam por si só. Não dependo dessas coisas. Meu sucesso e minha vitória como ator vêm pelos meus personagens e não por fofocas. Me confundir com essas coisas de pequeno teor só servem para levantar os outros”, avalia.

‘Não sou homofóbico’

Chateado com o trabalho da imprensa atualmente, Humberto Martins afirma que a mídia tem divulgado textos com a intenção de prejudicá-lo. Ele lembra, por exemplo, de quando fez uma declaração, que foi distorcida, e desde então passou a ser chamado de homofóbico.

“O rapaz me entrevistou para falar sobre o personagem e perguntou se eu faria um gay na televisão. Eu disse que achava que a própria Globo não me escalaria, mas faria no teatro, cinema, série. Ele distorceu tudo”, afirma.

Leia mais: Sol Almeida faz 'blackface' para imitar Whitney Houston e equipe do Faustão é criticada

Ainda segundo Humberto Martins, antigamente as entrevistas eram feitas de outra forma. Com a chega da internet, os jornalistas passaram a abordar mais a vida pessoal dos artistas e esses inconvenientes acabam acontecendo com frequência.

“Era bem melhor quando a gente marcava para receber as pessoas, falávamos sobre nossos personagens, que é o que realmente importa. Mas podem falar, distorcer. Acredito na justiça divina”, dispara.