Homenagens marcam 25 anos da morte da princesa Diana em Paris

Homenagens marcam 25 anos da morte da princesa Diana em Paris

PARIS (Reuters) - Pessoas em luto prestaram homenagens no 25º aniversário da morte da princesa Diana em Paris, nesta quarta-feira, colocando flores e deixando mensagens na ponte sobre a passagem onde ela morreu em um acidente de carro.

Flores e fotos de Diana adornavam a Chama da Liberdade coberta de folhas de ouro, uma réplica da tocha da Estátua da Liberdade no extremo norte da Pont de L'Alma que se tornou seu memorial não oficial na capital francesa.

A princesa tinha apenas 36 anos quando a limusine que a transportava junto do namorado Dodi al-Fayed colidiu no túnel abaixo da ponte enquanto se afastava de fotógrafos que a perseguiam em motos.

"Deja 25 ans (25 anos já)", dizia um dos cartões deixados no memorial, onde um punhado de moradores e turistas - cercados por equipes de câmeras da imprensa - foi prestar suas homenagens, deixar flores e tirar fotos.

As pessoas também deixaram flores do lado de fora do Palácio de Kensington, em Londres, antiga casa de Diana.

Milhões em todo o mundo lembraram da "princesa do povo", como o então primeiro-ministro britânico Tony Blair descreveu Diana, em 1997.

Ela era uma das mulheres mais reconhecidas e fotografadas do mundo e uma importante defensora de causas humanitárias, incluindo instituições de caridade para crianças e remoção de minas terrestres.

Mãe dos príncipes William e Harry, sua morte mergulhou a monarquia em crise, vinda após rompimento de seu casamento com o herdeiro do trono britânico, o príncipe Charles, com revelações de brigas, adultério e sofrimento que ela sentia em sua função na realeza.

(Reportagem de Antony Paone)