Homem também sente dor no sexo; descubra 6 principais motivos

Homem também sente dor no sexo; descubra 6 principais motivos (Foto: Getty Images)

E não se trata de dentadas no oral ou joelhadas acidentais.

Se gemer de prazer ainda é tabu entre o público masculino, imagine gemer de agonia na hora H… justo quando sentem que sua virilidade está à prova. Por isso tantos homens calam sobre um assunto que pode trazer consequências sérias para saúde física e psicológica.

Os consultórios médicos, os levantamentos e as pesquisas científicas apontam que as mulheres experimentam com mais frequência desconforto nas relações sexuais (especialmente durante a penetração), mas quantos caras minimizam as próprias questões íntimas e fogem do urologista? Confira seis condições que podem causar dor nos homens entre quatro paredes:

Fimose e freio curto

Homens com fimose não conseguem expor a glande (cabeça) do pênis porque aquela pele que a recobre (prepúcio) não tem abertura suficiente. Ou o problema pode ser um “freio” curto, quando é possível descer a pele, mas ela fica tensionada a ponto de curvar a glande durante a ereção. Nos dois casos, a fricção da penetração pode provocar inchaço, irritação e até sangramento. É comum que o urologista indique uma cirurgia simples.

Pênis (muito) torto

Pênis não costumam ser totalmente retilíneos: entortam um pouco pra cima, pra baixo, pros lados… Mas curvaturas além de 30 graus podem ser resultado de uma série de fraturas – inclusive imperceptíveis. Na Doença de Peyronie, o homem sente dor na ereção e a curvatura às vezes impossibilita a penetração. Dá para corrigir o problema com bisturi.

“Bolas azuis”

É o nome popular para uma vasocongestão específica. Quando o cara fica excitado, o cérebro aumenta o fluxo sanguíneo no pênis e na região dos testículos. Eles ganham volume, vem a ereção e uma sensação de latejamento prazeroso. O mecanismo que prepara a saída da ejaculação está a postos. Se ela não acontece, essa pressão não extravasa. A musculatura cansa, pode causar “cãibras” e excesso de sensibilidade (aflitiva) ali. Em geral, gozar resolve. Se não rolar no sexo, que seja na masturbação solitária logo depois.

Priaprismo
É uma ereção longa (mais de duas horas) e involuntária. Quer dizer, mesmo que não tenha excitação ou estímulo sexual ou que o homem já tenha ejaculado. O sangue fica “aprisionado” no corpo do pênis e a falta de oxigênio suficiente pode provocar incômodo e dor. Tem que correr pro médico, que deve indicar sucção do sangue e/ou remédio para contrair os vasos sanguíneos.
Infecções e doenças sexualmente transmissíveis
Uretrites, herpes genital, cancro mole e DST’s que manifestam lesões e úlceras genitais costumam atrapalhar bastante o prazer. Por motivos óbvios, né? Roçar qualquer ferida é terrível. Tem tratamento médico, por exemplo, com antibióticos. Indispensável usar camisinha!

Alergias, micoses e inflamações

Causam vermelhidão, coceira e até descamação na região dos genitais (virilha, pênis, testículos, períneo e ânus). Alguém consegue se concentrar? Procure um urologista ou dermatologista – em alguns casos, basta usar pomadas específicas.

*Nathalia Ziemkiewicz, autora desta coluna, é jornalista pós-graduada em educação sexual e idealizadora do blog Pimentaria