Homem que invadiu mansão de Kendall Jenner é condenado a 6 meses de prisão

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A modelo e empresária Kendall Jenner, 25, teve sua casa invadida no início do mês de março, por Shaquan King, 27, que estava nu. King foi julgado como culpado e recebeu a sentença de seis meses de prisão, segundo o jornal The Sun.

O veredito foi divulgado nesta terça-feira (25). No início de março, King foi acusado de invadir a mansão de Jenner, sem roupas, e dar um mergulho na piscina da modelo. No julgamento, ele não contestou a acusação e também não falou se pretendia praticar alguma violência contra a empresária.

No mês de abril, já havia sido ordenado que ele ficasse a no mínimo 30 metros de distância de Kendall e de sua irmã, Kylie, e de sua mãe Kris Jenner. "Ele está terminantemente proibido de ter qualquer contato com qualquer uma das três Jenners", afirmou o juíz.

Ele não pode ficar próximo das casas, locais de trabalho ou veículos de nenhuma das três integrantes da família Jenner pelos próximos cinco anos. Nenhum dos dois envolvidos estiveram na audiência, e foram representados apenas pelos seus advogados.

Kendall deixou a mansão em Beverly Hills por não se sentir segura, segundo o TMZ. A modelo foi ameaçada por outro homem, que disse à polícia que planejava matá-la e depois se suicidar. Atualmente, este outro acusado está internado em uma instituição psiquiátrica.