Homem que forjou acidente para matar ex é condenado e preso no MT

José Carlos foi condenado a 18 anos por homicídio qualificado. Foto: Pixabay

A Polícia Civil do Mato Grosso prendeu, na última sexta-feira (4), um homem suspeito de matar a ex-namorada. José Carlos Gomes Fernandes, de 42 anos, já tinha sido condenado e um mandado de prisão por homicídio havia sido expedido.

O crime aconteceu em setembro de 2011 e o júri do caso foi realizado no dia 11 de setembro deste ano, mas ele só foi localizado agora, em uma casa no Jardim Umuarama, em Cuiabá. Durante o júri, José Carlos foi condenado a 18 anos por homicídio qualificado.

De acordo com as investigações, o homicídio aconteceu na estrada da Praia Grande, em Várzea Grande, ao lado de Cuiabá. Segundo foi levantado, José Carlos fingiu que tinha acontecido um acidente de trânsito e arremessou a ex-namorada do carro em uma lagoa.

Leia também:

Por conta da atitude de José Carlos, Dalícia Fernandes teve uma asfixia por afogamento e morreu. De acordo com a denúncia do MP (Ministério Público), o homem simulou um acidente para receber o seguro de vida que tinha em nome da vítima.

As investigações mostraram que, em fevereiro de 2011, meses antes do crime, ele procurou uma empresa de seguros e contratou uma apólice em nome da vítima. Na situação, ele seria o único beneficiado. Os familiares da vítima não sabiam da existência do seguro.

Depois da morte de Dalícia, José Carlos enviou uma carta à empresa de seguros dizendo que desistia do recebimento do valor. Essa atitude aconteceu antes mesmo do fim da investigação.