Homem que atirou torta em 'Mona Lisa' no Museu do Louvre é preso

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um homem de 36 anos foi preso e posto na ala psiquiátrica depois de ter atacado o quadro "Mona Lisa", de Loenardo da Vinci, no Museu do Louvre neste domingo (29), segundo o jornal The Guardian. Disfarçado com uma peruca e sentado numa cadeira de rodas, ele jogou algo parecido com uma torta no quadro, que não chegou a ser danificado, já que a obra é protegida por uma tela de vidro.

A atitude era um suposto protesto contra a falta de atenção dos artistas ao planeta. "Pensem na Terra, há pessoas que estão destruindo o planeta. Pensem no planeta, todos os artistas, pensem no planeta. Por isso fiz isso, pensem no planeta", é possível escutar o autor do ataque falando em um dos vídeos que gravaram o momento do ataque.

Representantes do Museu do Louvre não comentaram o incidente no domingo. Uma investigação foi aberta sobre a tentativa de vandalizar a obra, declarou a promotoria de Paris.

A obra de Da Vinci, datada entre 1503 e 1506, é considerada uma das mais importantes da história da arte ocidental e já foi alvo de outras tentativas de ataques, como uma turista que jogou uma xícará de chá contra o quadro em 2009, ou uma mulher que tentou pixá-lo em 1974 --em ambos os casos, a pontura não sobreu danos, portegida pela tela de vidro.

O Museu do Louvre é o maior do mundo, abrigando centenas de milhares de obras de arte que atraem cerca de dez milhões de visitantes por ano, em uma média anterior à pandemia de Covid-19.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos