“Homem-Aranha: Sem Volta para casa” é 1º filme da pandemia a passar de US$ 1 bi globalmente

·1 min de leitura

Por REBECCA RUBIN

LOS ANGELES (Reuters) - “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa” recebeu o melhor presente de Natal possível ao se tornar o primeiro filme da pandemia a superar um bilhão de dólares na bilheteria global.

O filme de super-herói da Sony alcançou essa marca em 12 dias, quase um recorde, empatando com “Star Wars: O Despertar da Força”, de 2015, como o terceiro filme que passou de um bilhão de dólares mais rapidamente. Apenas “Vingadores: Guerra Infinita”, de 2018, e “Vingadores: Ultimato”, de 2019, foram mais velozes, superando essa marca em 11 e cinco dias, respectivamente.

É impressionante que “Homem Aranha: Sem Volta para Casa” tenha conseguido passar de um bilhão de dólares em bilheteria ao redor do mundo, devido à disseminação rápida da variante Ômicron do coronavírus.

A aventura da Marvel estrelada por Tom Holland é o primeiro filme desde “Star Wars: Ascensão Skywalker” a passar de um bilhão de dólares globalmente. Nenhum outro filme de Hollywood chegou perto dessa bilheteria nos últimos dois anos.

Antes do reinado do Aranha, a sequência “Sem Tempo para Morrer” de James Bond, da MGM, que arrecadou 774 milhões de dólares globalmente, era o filme com maior bilheteria em 2021 (e da pandemia).

Como o primeiro filme a bater um bilhão de dólares mundialmente, “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa” destronou o chinês “Batalha do Lago Changlin” (902 milhões de dólares) e solidificou seu lugar como o filme com maior bilheteria do ano no mercado global. Também é notável que “Sem Volta para Casa” tenha superado essa marca sem passar na China, que é atualmente o maior mercado cinematográfico do mundo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos