Home office na pandemia liberta mulheres do uso de sutiã

Quem ainda usa sutiã? (Foto: Getty Images)
Quem ainda usa sutiã? (Foto: Getty Images)

O home office na pandemia criou o cenário ideal para que uma peça de vestuário fosse abandonada pelas mulheres: o sutiã. Muitas têm confessado entre amigas e nas redes sociais que, se não o abandonaram por completo, pelo menos, o usam só fora de casa. Teria esse novo hábito algum impacto na saúde e/ou aparência dos seios?

"Na literatura científica, não há nada que comprove o benefício de se usar sutiã", afirma a cirurgiã plástica Beatriz Lassance, que é membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Segundo a médica, o que deve reger o uso ou não do acessório é o conforto da mulher. "Se sente melhor sem, não use. Se sente melhor com, use", fala ela, que está fazendo uma revisão de estudos científicos justamente sobre a peça.

Sutiã x malhação

Se sentada na frente do computador trabalhando, usar ou não sutiã pode ser uma simples escolha baseada em conforto, o mesmo não acontece na prática de exercícios, principalmente os de alto impacto.

"Existem estudos da medicina esportiva que provam que não usar sutiã de sustentação ao praticar atividade física pode, além de prejudicar a performance, causar dores crônicas nas costas", diz Beatriz, complementando que, mais recentemente, até atletas homens têm usado um acessório bem parecido com o sutiã, para sustentação das mamas.

Fantasma da flacidez

Já para Wendell Uguetto, cirurgião plástico da SBCP e do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, a mulher sempre pode optar por não usar sutiã, mas não sem consequências. "A pele tem fibras elásticas e por isso, quanto maior o peso da mama, mais essas fibras tendem a ceder. O sutiã serve para sustentar a mama, evitando esse efeito", afirma o especialista.

Uguetto não vê brechas para não usar a peça de roupa nem para aquelas que trabalham sentadas a maior parte do tempo. "A mulher deveria usar até mesmo para dormir. Porque, quando ela está deitada, as mamas ficam esparramadas", comenta o médico.

Tamanho das mamas

Em um ponto, Lassance e Uguetto concordam: ter conforto sem sutiã é mais fácil para quem tem seios pequenos. "É bastante comum mulheres com mamas grandes sentirem dores, o que é difícil de acontecer com aquelas que têm mamas pequenas", comenta Beatriz.

Ambos os especialistas também concordam quando o assunto é a colocação de próteses de silicone: elas não tornam indispensável o uso de sutiã. "Quanto maior a massa, maior a ação da gravidade", diz Beatriz.

A cirurgiã plástica comenta que, ainda que empiricamente, observa que o resultado das cirurgias plásticas no seios (seja para colocação de prótese ou diminuição de mamas) é melhor nas pacientes que usam sutiã.

"A ideia de que prótese segura mama é mentira. Na verdade, ela aumenta a flacidez, porque faz com que a mama pese mais", explica Uguetto.

Sutiã ideal

Se depois de ler essa matéria, você resolveu voltar a usar – ou seguir usando – saiba que vestir o sutiã certo pode ter total impacto na sua sensação de conforto. O modelo errado pode causar dores nas mamas, nas costas e até deformidades nos ombros.

Veja a seguir quatro características que você deve levar em conta ao escolher um sutiã:

  1. Alças com largura suficiente para não apertar o ombro.

  2. Bojo envolvendo toda a mama.

  3. Lateral larga com pressão da mama contra o tórax.

  4. Parte central encostada no tórax.

3 modelos para você escolher o que mais combina com seu corpo:

Sutiã Sem Costura Alças Largas

Foto: Divulgação/Amazon
Foto: Divulgação/Amazon

R$71,00 at Amazon

Sutiã Original Comfort

Foto: Divulgação/Amazon
Foto: Divulgação/Amazon

R$79,00 at Amazon

Sutiã Duloren - do 46 ao 52

Foto: Divulgação/Amazon
Foto: Divulgação/Amazon

R$66,55 at Amazon