O Hinge é um bom aplicativo para pegação na era Bolsonaro?

·4 minuto de leitura
Young woman text messaging on smartphone while waiting for her meal in the restaurant
Young woman text messaging on smartphone while waiting for her meal in the restaurant

Por Raphael Andrade

Você conhece o Hinge? O app pode não ser tão famoso quanto o Tinder ou o Happn, mas ele traz uma proposta única: permitir que você dê match apenas com pessoas que tenham alguma ligação com você, ou seja, você é exposto apenas para potenciais crushes que tenham amigos e interesses em comuns contigo ou curtam lugares que você já frequenta, por exemplo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Seguindo esta lógica, encontrar alguém com um mínimo de compatibilidade se torna uma tarefa mais fácil. Em um Brasil no qual a polarização política está tão forte, é de se esperar que eleitores de direita não queiram se relacionar com aqueles que votam em políticos de esquerda, e vice-versa. Assim, a proposta do Hinge se torna ainda mais interessante.

Leia também

O comerciante Roberto Pires, 31 anos, afirma que não consegue levar adiante um flerte com uma pessoa que tem um posicionamento político contrário. De olho na característica de compatibilidade do Hinge, Roberto resolveu testar o app e disse que encontrou relativo sucesso. "O app é diferente do Tinder, por exemplo, não é só arrastar os perfis. Você preenche o seu perfil com coisas que gosta, e o aplicativo te combina com alguém parecido contigo nos gostos. Já conversei com algumas meninas que também eram de direita, mas se o assunto cai no Bolsonaro às vezes a conversa continua fluindo, às vezes trava. Cansa um pouco." Para ele, o desafio é montar um perfil que deixe claro suas preferências políticas, sem ter que ficar falando de política o tempo todo. Ao ser perguntado como fazer isso, ele disse que ainda não sabe, mas que continuará utilizando o app pelo menos por mais algum tempo.

Bem como Roberto, a contadora Júlia Peixoto, 25 anos, também encontrou algumas barreiras para usar o app. "É um pouco difícil deixar 'explícito' suas preferências e gostos sem ficar uma coisa estranha. Não posso simplesmente colocar 'BolsonaroMito' no meu perfil, entende? Acaba que de certa forma eu preciso ainda encontrar formas de sondar a pessoa e inserir o assunto", conta ela.

No passado, Pires acreditava que posicionamentos políticos não deveriam, e nem poderiam, influenciar na hora do flerte, mas com o tempo ele percebeu que ficava cada vez mais difícil separar uma coisa da outra. "A impressão que tenho é que as pessoas te julgam pela sua opinião política e é complicado seguir em frente num flerte a partir do momento que as ideias da pessoa são muito diferentes da sua. E te digo, o julgamento é muito forte. Por isso, acho que é mais válido procurar alguém que pensa como você do que ficar se sujeitando a chegar num meio termo com quem não é igual a você", afirma.

Porém, para ambos o app funcionou melhor do que o já tradicional Tinder. Na avaliação de Júlia, o fato do Hinge ser mais direcionado dá resultados. “Já usei alguns outros aplicativos, mas nunca dava aquele match. Estou conversando com dois caras atualmente e as coisas estão se desenrolando, e pelo menos na questão política está tudo certo, embora ainda não tenha aprofundado tanto a conversa neste sentido”, conta ela.

Talvez, a alta compatibilidade política também seja uma necessidade de segurança. Em outubro de 2018, o aplicativo gay Grindr, por meio de notificação push, recomendou aos seus usuários a não utilizarem fotos de rosto no perfil e só sair com amigos de amigos. O aviso ocorreu logo após a eleição de Jair Bolsonaro (sem partido), num momento em que a sociedade andava bastante polarizada e ameaças contra LGBTs atingiram seu pico no ano. Ou seja, enquanto para alguns é questão de segurança encontrar pessoas com gostos parecidos, para outros achar alguém que se alinhe com suas inclinações políticas é a única forma de iniciar um relacionamento.

Mas e você? Acha que utilizar um app que pode fazer você encontrar pessoas dentro da "sua bolha" é válido?

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos