High School Musical: A Série: O Musical - S02E03 - Crítica do Chippu

·3 minuto de leitura

No último episódio de High School Musical: A Série: O Musical, descobrimos que a peça de A Bela e a Fera está tomando forma, os papéis já foram entregues para todos os alunos, e assim, começamos a entender um pouco mais as frustrações dos personagens enquanto se preparam para o musical.


O terceiro episódio é um especial de dia dos namorados e ironicamente, todos os casais estão fora de sintonia. Nini (Olivia Rodrigo) viaja de volta para Salt Lake City a fim de fazer uma surpresa a Ricky (Joshua Bassett), que vai para o conservatório com intuito de também presentear a namorada. Eles se desencontram e isso acaba se transformando em um grande furacão de sentimentos adolescentes.


Já Ashley (Julia Lester) é a protagonista da peça e isso traz várias inseguranças à tona. Ela sempre esteve nos bastidores, nunca foi o centro de nada, e pela primeira vez, sente o impacto de ser a peça principal do quebra-cabeça. Ao mesmo tempo, ela começa um relacionamento com Big Red (Larry Saperstein) e ambos se sentem vulneráveis às novas sensações.


A proposta da segunda temporada era dar mais profundidade e tempo de tela aos personagens secundários, porém, o foco continua no casal que foi o destaque da trama inicial: Ricky e Nini. Todo momento que a garota aparece, é a fim de tratar uma questão com o namorado. Nini mudou de cidade para estudar em uma prestigiada escola de artes e até o momento, foram poucas as cenas focadas nos seus objetivos, pois a personagem ainda está presa aos seus sentimentos de Ricky e não consegue aproveitar a experiência no novo ambiente.


É interessante ver a Disney trabalhando o padrão de beleza nesta série. Ashlyn é uma adolescente que não entra no tipo de corpo ideal e isso claramente a chateia. Ela interpretará a princesa Bela na peça do semestre e o fato dela ser gorda lhe deixa insegura para interpretar o papel.


As personagens femininas que vemos nos filmes da Disney possuem aquele padrão de ser magra, loira, alta e o objeto de desejo de todos em sua volta. E pela primeira vez em muito tempo, Ashlyn é a única personagem de um elenco principal que não pertence às subcategorias do “padrão ideal”.


Outro ponto que a série não está entendendo como explorar é a nova personagem Lily (Olivia Rose Keegan), que está presente desde o primeiro episódio da nova temporada. Ela está servindo como uma antagonista que claramente quer se tornar a estrela do musical, - talento ela tem, e muito - mas ainda não ficou claro quais são as reais motivações e por trás de suas ações, então quando ela diz à professora Jenn (Kate Reinders) que irá se mudar para o North High, escola rival do East High, várias questões surgem no ar e HSM não se esforça para respondê-las.


Aliás, este colégio é citado desde o começo do novo ano do seriado, mas nenhuma informação complementar é dada sobre ele. O mais inusitado é que no trailer lançado antes do começo da temporada, o único elemento ali presente era a competição entre os colégios. Claramente nos próximos episódios, essa questão será desenvolvida. A situação pode ficar corrida demais, já que temos várias outras perguntas para serem resolvidas.


Um ponto positivo do episódio é a mudança de cenários, pois na primeira temporada estávamos familiares apenas com o colégio, já que era onde os alunos passavam a maior parte do tempo, contudo, outros cenários estão em maior evidência nos últimos capítulos, entre eles, a pizzaria da família de Big Red.


Em questão de desenvolvimento, a primeira temporada era superior. Instigando o público desde o primeiro momento a entender um pouco mais aquela história. Na segunda, até este terceiro episódio, as questões apresentadas não avançaram da forma que deviam, incluindo aquelas deixadas da temporada anterior.


O episódio da semana é apenas “fofo”, com três canções originais, sendo elas: The Best Part, Even When e Red Means Love, todas na temática romântica.


Toda sexta-feira, um episódio novo de High School Musical: A Série: O Musical é disponibilizado no Disney+.