Herpes labial: como curar de vez

·2 minuto de leitura
Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Herpes labial é um problema relativamente comum e que atinge homens e mulheres. Trata-se de uma infecção viral contagiosa causada pelo vírus HSV-1 e que faz surgir nos lábios, na boca ou na gengiva algumas pequenas bolhas. Quando elas estouram, aparecem feridas no local e a doença pode causar ardência, dores e coceira. Ela é transmitida pela saliva de uma pessoa infectada, que pode passar o vírus durante um beijo ou por meio do compartilhamento de objetos pessoais, como escova de dente ou toalha.

Veja mais conteúdo de saúde bucal

Herpes labial não é a única variação dessa doença, já que ela pode surgir em qualquer parte do corpo. Entretanto, é comum que ela se desenvolva na região bucal. As lesões podem aparecer entre 4 e 6 dias após o contato com a saliva infectada. Normalmente, o vírus permanece em estado de latência e nem sempre causa as feridas. Porém, há pessoas que apresentam as bolhas do herpes sempre que há uma queda na imunidade.

Tratamento

Não há cura definitiva para herpes labial. Após a infecção, a pessoa pode desenvolver as feridas a qualquer momento. Mas há tratamentos que minimizam o problema e que podem evitar o aparecimento das bolhas.

A principal prevenção é realizar um acompanhamento médico. Em alguns casos, o profissional da saúde pode receitar antivirais que ajudarão a controlar as crises. Há também pomadas específicas que podem ser utilizadas para quando as bolhas surgirem.

Ter uma alimentação saudável pode ajudar, pois colabora para que a imunidade se mantenha alta. É recomendável evitar traumas na região bucal, para prevenir o aparecimento das feridas, bem como a exposição em excesso ao sol. Dormir poucas horas, bem como o estresse, são fatores que podem causar crises, então o ideal é tentar descansar bem.

Com esses cuidados é possível manter o vírus sob controle. Dessa forma, evita-se que ele se espalhe para outras partes do corpo, como os olhos e a região do tórax.