O que é a hérnia de disco que afetou Ludmilla?

Ludmilla. Foto: reprodução/Instagram/ludmilla

Por Juliana Gola

A cantora Ludmilla foi internada às pressas no final de semana, depois de sentir dores fortes na coluna e cancelar dois shows no interior de São Paulo. Em seu perfil no Instagram, ela contou que não conseguia nem andar, nem sentar. “Estava muito mal. Fui para o hospital e graças a Deus já consigo ficar em pé. Farei sessões de fisioterapia e logo estou de volta, quebrando tudo com vocês”, disse.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Aos 24 anos a cantora foi diagnosticada com três hérnias de disco. O caso chamou atenção pela pouca idade da artista, já que o problema tem fama de ocorrer com frequência em pessoas mais velhas. Segundo o médico ortopedista Diego Antico Monteiro, membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatogia (SBOT), o problema ocorre nos discos intervertebrais, que são espécies de amortecedores localizados entre os ossos da coluna.

“Acontece que a parte deste amortecedor sai da posição normal e acaba por comprimir e irritar os nervos ou a medula espinhal, o que causa dor”, explica ele. Os principais fatores correlacionados são: herança genética, maus hábitos, como carregar peso, o sedentarismo, alguns desequilíbrios musculares, a obesidade, o envelhecimento e o tabagismo. “Sem esquecer aaspectos emocionais que podem interferir”, lembra ele.

Leia mais: Homem e mulher têm AVC após estalarem o pescoço; entenda os perigos da prática

Maus hábitos

Entre as principais causas de travamento abrupto da coluna estão a má postura ao abaixar para pegar algum objeto com as pernas esticadas, o carregamento de peso em excesso, alguns movimentos rotatórios da coluna ou até mesmo após acidentes. “A chamada lombalgia aguda geralmente é de natureza mecânica, ou seja, a partir de algum movimento feito de forma errada”, explica o médico.

A dor localizada na região lombar, parte mais baixa das costas, é chamada de lombalgia, e a principal causa é a postura no cotidiano. “Mais de 80% da população vai apresentar ao menos um episódio de dor lombar no decorrer da vida”, afirma Dr. Diego Antico Monteiro, que atende pacientes com a dor quase que diariamente no consultório em Higienópolis.

Mas quais a medidas preventivas?

Para prevenir as dores na coluna é importante manter uma postura correta no cotidiano, com uma adequação do ambiente de trabalho. “Sente corretamente, evite carregar peso, durma direito, evite dormir de bruços, procure colchões mais firmes e não durma no sofá”, alerta o médico. É fundamental também manter o peso corporal adequado e praticar atividades físicas e alongamentos. “Por outro lado, o repouso excessivo também não é recomendado”, completa.

E tem idade para ter hérnia de disco?

Sobre a pouca idade da artista, o especialista explica que esse tipo de dor pode ocorrer até mesmo em crianças. Indivíduos que apresentam a dor lombar na infância e adolescência tendem a apresentar as dores na vida adulta. “No caso das crianças é sempre importante lembrar que o peso das mochilas não deve ultrapassar 10% do seu peso corporal, materiais mais pesados devem ser colocados no centro e próximo às costas”, explica o Dr. Diego Antico Monteiro. “Ao escolher as mochilas, prefira aquelas com alças acolchoadas, firmes e reguláveis, com largura mínima de quatro centímetros ou modelos com cinto abdominal, que ajudam a equilibrar o peso”, completa.

Tratamento

A indicação na maioria dos casos passa bem longe da cirurgia. A fisioterapia e o uso de medicamentos como anti-inflamatórios, relaxantes musculares e analgésicos potentes costuma resolver o quadro.