Henrique Fogaça pede desculpa após foto polêmica no Vaticano: 'Só Deus pode me julgar'

Foto: Reprodução/Instagram (@henrique_fogaca74)

Henrique Fogaça, jurado do ‘Masterchef’, protagonizou uma polêmica das grandes ao visitar o Vaticano no último fim de semana.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Na ocasião, o renomado cozinheiro vestiu uma camiseta com a estampa de duas mulheres, usando hábitos religiosos, dando um beijo. Mas o que revoltou muitos católicos foi que o chef de cozinha postou a foto justamente com este look na frente da catedral. Ao lado dele, duas freiras apareceram no clique.

Leia também

Na legenda, Fogaça escreveu: “Pedindo a bênção. ‘Orai por nós’, ‘Prega per noi’, ‘Pray for us’”. As hashtags também incomodaram os cristãos. As palavras “blasfêmia”, “o choro é livre” e “fuck hipocrisia” estavam lá.

Acusado de intolerância religiosa, Henrique Fogaça apagou a publicação e divulgou um vídeo, na tarde desta segunda-feira (01), em que aparece pedindo desculpa aos cristãos e toda a igreja católica.

“Para quem não sabe, fui batizado na igreja católica, toda a minha família. Essa foto gerou uma polêmica muito forte. Quando saí do Vaticano e estava na rua, as duas freiras brasileiras me reconheceram, foram simpáticas, e nós tiramos as fotos. Acabei postando. Foi uma infelicidade minha”, esclareceu ele.

Na sequência, o cozinheiro afirmou que tem recebido muitos ataques, mas não teve a intenção de ofender os cristãos. “Sou uma pessoa honesta, tenho família, tenho os restaurantes, faço o programa. Tenho uma filha especial que me ensina muito. Participo de muitos projetos sociais. Estou aqui para me redimir, pedir perdão aos meus seguidores. Só Deus para me julgar mesmo, disse Fogaça.

Além do vídeo, o jurado do reality da Band escreveu um texto em que afirma que o episódio o fez crescer espiritualmente. Ele garantiu que precisa dar bons exemplos para seus filhos e completou que o pedido de desculpa é sincero. “Perdoar não é concordar com meus atos. Perdoar é um ato de amor. Quem perdoa, cresce. Quem é perdoado, renova-se”, afirmou.