Harvey Weinstein é extraditado para Califórnia para segundo julgamento por estupro

·1 minuto de leitura
Ex-produtor de Hollywood Harvey Weinstein

LOS ANGELES (Reuters) - O ex-produtor de Hollywood Harvey Weinstein foi extraditado de Nova York para Califórnia nesta terça-feira para ser julgado por estupro e agressão, afirmaram seu porta-voz e o Departamento de Correção de Nova York.

Weinstein foi condenado em fevereiro de 2020 em Nova York por agressão sexual e estupro e sentenciado a 23 anos na prisão.

Em Los Angeles, ele é requisitado para ser julgado por denúncias de ter atacado cinco mulheres entre 2004 e 2013.

As acusações de Los Angeles incluem estupro, relação sexual oral forçada, agressão sexual por contenção e penetração sexual pelo uso de força. Se for condenado, Weinstein pode passar o resto da vida na prisão.

Weinstein, de 69 anos, está apelando da sua condenação e sentença em Nova York e negou ter tido sexo não consensual com qualquer pessoa.

Ele tem contestado a extradição à Califórnia com argumentos médicos, citando diabetes, problemas cardíacos, nas costas e na visão.

Weinstein foi um dos produtores de TV e cinema mais poderosos de Hollywood antes das alegações de mais de 80 mulheres de assédios sexuais em 2017 levarem a denúncias criminais e alimentarem o movimento #MeToo.

(Por Jill Serjeant e Jonathan Allen)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos