'Harry Potter: De Volta a Hogwarts' esconde J.K. Rowling, mas comove

·4 min de leitura

FOLHAPRESS - Quando foi anunciado, "Harry Potter: De Volta a Hogwarts" gerou comoção nas redes sociais. Falamos, afinal, não apenas da reunião do elenco de uma das maiores franquias da cultura pop, mas do reencontro de gente que passou infância, adolescência e o início da vida adulta diante dos olhos curiosos do mundo. Personagens e atores acabaram crescendo ao mesmo tempo em que seu público-alvo também crescia.

Para muitos fãs, é como se nós, os espectadores, também recebêssemos um convite para reencontrar velhos amigos para pôr a conversa em dia após 20 anos do primeiro filme da saga, "Harry Potter e a Pedra Filosofal". E é justamente aí que está o brilho do especial que chega neste início de ano à HBO Max. Ele faz de tudo para envolver o público, torná-lo parte da comemoração.

Com quase duas horas de duração, "Harry Potter: De Volta a Hogwarts" foi gravado no que hoje é o Warner Bros. Studio Tour London, que serviu de estúdio para os oito filmes da franquia britânica. Como o local atrai turistas que querem ver figurinos, objetos de cena e cenários completos usados nas filmagens, temos a chance de ver mais uma vez o elenco nos ambientes intocados da saga.

"De Volta a Hogwarts" abre justamente com rostinhos famosos, mas um pouco mais velhos, no salão principal da escola de magia frequentada por Harry Potter e sua turma. Enquanto uma dança um tanto cafona e com jeito natalino se desenrola,

E também estão presentes todos os diretores que comandaram filmes da série, Chris Columbus, Alfonso Cuarón, Mike Newell e David Yates.

Em meio a tanta gente, uma ausência parece quase escandalosa. É a da criadora do universo mágico, J.K. Rowling. Até porque o especial abre com uma longa introdução sobre o legado literário de "Harry Potter".

Rowling, na verdade, até se faz presente --com trechos de uma entrevista de 2019 feita para o tour pelo estúdio londrino onde a franquia foi gravada. Sua equipe achou que seria suficiente, após um convite ser enviado a ela. Mas é mais provável que a Warner Bros. tenha escolhido blindá-la ou, ao menos, tenha preferido descolar "De Volta a Hogwarts" de polêmicas.

A autora, afinal, tem sido alvo de críticas e de tentativas de cancelamento desde que embarcou numa cruzada contra os direitos da população trans, defendendo a bandeira de uma vertente feminista que ataca covardemente mulheres transexuais.

Teria sido melhor nem incluir as falas pré-gravadas de Rowling, porque sua participação anacrônica e superficial beira o ridículo. Em paralelo a isso, são pouco sutis os esforços do especial para limpar sua ficha, não poupando elogios a seu brilhantismo literário, à figura materna que foi para o trio protagonista e à sua relação próxima com os fãs.

Mas Rowling é só um detalhe num especial que tem como principal objetivo pôr seus astros frente a frente de novo, para relembrarem seus anos no set de filmagem. É um reencontro que nos permite entender o verdadeiro fenômeno que foi e ainda é "Harry Potter", o porquê de a franquia ter sido um divisor de águas no mundo cinematográfico.

É também um ótimo "fan service", como é chamada a prática de incorporar anseios do público de um determinado universo ficcional na trama para satisfazê-lo --embora, falando especificamente dos fãs de "Harry Potter", o especial não traga muita novidade. Não há muitas informações ou imagens de arquivo surpreendentes para quem acompanha com afinco este universo mágico, hiper-saturado após tantos livros, vídeos e todo tipo de conteúdo extra sendo lançado ano após ano.

Não deixa de ser comovente, no entanto, ver o elenco todo junto de novo --e fofo revisitar as imagens de arquivo de Radcliffe, Watson e Grint quando ainda davam seus primeiros passos na franquia. O ponto alto, porém, é Helena Bonham Carter, intérprete de Belatriz Lestrange e a única que parece estar ali para realmente se divertir, sem ligar para formalidades ou para as câmeras.

"Harry Potter: De Volta a Hogwarts" é como um presente de fim de ano para os fãs da saga do bruxinho, muito bem produzido, e que ainda presta uma bonita homenagem aos membros do elenco que morreram, como Helen McCrory, em abril, ou Alan Rickman, há cinco anos.

Só é uma pena que se prenda tanto ao passado, sem apontar muito para o futuro daqueles personagens e daquele universo. Falamos, afinal, de uma franquia bilionária, mas que hoje está envolta em polêmicas e certo ceticismo em relação ao seu potencial de bilheteria. Essa parte da história, pelo jeito, nós teremos que esperar para ver.

HARRY POTTER: DE VOLTA A HOGWARTS

Avaliação: Bom

Onde: Disponível no HBO Max

Classificação: 10 anos

Elenco: Daniel Radcliffe, Emma Watson, Rupert Grint, Helena Bonham Carter, Ralph Fiennes, Gary Oldman

Produção: Reino Unido/EUA, 2021

Direção: Eran Creevy, Joe Pearlman e Giorgio Testi

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos