Harry e Meghan se contradizem em série da Netflix, diz site

Príncipe Harry e Meghan Markle terão uma série documental na Netflix (foto: Getty Images)
Príncipe Harry e Meghan Markle terão uma série documental na Netflix (foto: Getty Images)

Resumo da Notícia:

  • Príncipe Harry e Meghan Markle deixaram a realeza britânica em 2020

  • O casal se mudou de Londres para Los Angeles, nos Estados Unidos

  • Eles assinaram um contrato de R$ 107 milhões com a Netflix

Os duques de Sussex continuam causando polêmica mesmo a milhares de quilômetros de seu ducado. Isso porque os bastidores do documentário de Harry e Meghan para a Netflix começam a ser revelados e não são os mais tranquilos. A produção tem estreia agendada para dezembro.

Segundo informações publicadas pelo PageSix, dos Estados Unidos, o auê começou porque os depoimentos colhidos pelos diretores da produção são diferentes do que já foi escrito no livro de memórias de Harry, que teve seu lançamento adiado para 2023 após a morte da rainha Elizabeth II.

“Muitas coisas na série contradiziam o que Harry escreveu, então isso era um problema. Eles fizeram pedidos significativos [aos cineastas] para retirar o conteúdo que eles mesmos forneceram, para seu próprio projeto", afirmou uma fonte da publicação ao jornal.

O projeto documental envolve um extenso contrato do casal ex-real com a empresa de streaming. Eles também têm um projeto voltado ao público infantil no serviço e para tudo ganharam mais de R$ 107 milhões. A empresa teria forçado o casal a começar a trabalhar no projeto quando Harry começou a escrever seu livro.

Segundo o PageSix, além de Harry e Meghan, outros integrantes da família real do Reino Unido também pediram à plataforma a exclusão de alguns pontos relatados. Principalmente os que envolvem de forma polêmica o rei Charles III, pai de Harry, a rainha consorte, Camila, o irmão dele, William, o príncipe de Gales e a princesa de Gales, Kate.

“A Netflix precisa de alguns meses para fazer toda a formatação e dublagem, legendagem e áudios - todas essas coisas que permitem o lançamento na plataforma”, disse a fonte sobre o produto ser lançado ainda em dezembro deste ano.