Elenco de 'Handmaid's Tale' grava vídeo para protestar contra lei antiaborto

(Imagem: divulgação Paramount)
(Imagem: divulgação Paramount)

O elenco de ‘The Handmaid’s Tale’ não deixa passar uma oportunidade de reforçar como a série distópica sobre um futuro onde a liberdade das mulheres inexiste pode não estar tão distante assim da realidade atual. Na última semana, alguns dos atores e atriz da premiada atração gravaram um vídeo em protesto contra uma nova lei que dificulta o aborto em alguns dos estados dos EUA.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

“Nós estamos numa crise de saúde pública”, alerta a atriz Samira Wiley. “Aqui não é Gillead”, reforça a protagonista Elisabeth Moss, em referência ao cenário da série.

Leia também

Em seguida, seus colegas de elenco falam sobre como negar o acesso de mulheres grávidas ao sistema público de saúde para realizarem abortos de forma segura não vai impedir que os abortos aconteçam, mas apenas colocará em risco a vida dessas mulheres.

No começo do mês de maio, o governador da Georgia, Brian Kemp, assinou uma proposta de lei que proibiria abortos se o batimento cardíaco fosse detectado no feto (o que acontece por volta da sexta semana de gravidez). Se a lei for aprovada, a proibição começa a ser efetiva a partir de 2020. Os estados de Alamaba e Missouri também têm projetos semelhantes.

Há algumas semanas, Netflix, Disney e WarnerMedia alegaram que não irão mais produzir filmes e séries em Georgia, um dos locais mais utilizados para filmagens até então, se o documento for aprovado no estado.

Veja abaixo o vídeo com o elenco de ‘The Handmaid’s Tale’, gravado para o site da revista Harper’s Bazaar (em inglês):

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos