Gwyneth Paltrow brinca que decisão de morar com o marido vai destruir sua vida sexual

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz Gwyneth Paltrow, 47, brincou que ela pode ter acabado com a sua vida sexual ao decidir morar na mesma casa com o marido,  Brad Falchuk, 48. Até então, os dois viviam em casas separadas. 

Eles se casaram em setembro de 2018. "Minha vida sexual acabou", brincou a atriz, em entrevista à revista Harper's Bazaar. Ela disse que seus amigos sempre aprovaram o fato deles não morarem juntos, porque a rotina é o que mais desgasta a vida de um casal. 

"Realmente acho que [esse modo como vivíamos] ajuda a preservar o mistério e a ideia de que a outra pessoa tem uma vida pessoal. Vou tentar me manter consciente sobre essas questões, agora que viveremos juntos", afirma a atriz. 

Essa mudança foi acontecendo, aos poucos, segundo a revista People. Eles se viam apenas quatro noites por semana, e essa decisão teve a ajuda do coach de Paltrow. 

"A vida de casada tem sido realmente boa. Nós levamos um ano para deixar a família se adaptar, deixar a poeira baixar", afirmar Paltrow. "Amo meu marido. Ele é inteligente e profundamente gentil e me incentiva das melhores maneiras."

O casal se conheceu nos bastidores de "Glee" e começaram um relacionamento discreto há três anos até se casarem em 2018.