Filhas de Gugu tem acesso à herança de R$ 600 milhões; inventário não foi concluído

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Gugu Liberato
    Apresentador de televisão, empresário, ator e radialista brasileiro
Sofia e Marina Liberato são as filhas gêmeas de Gugu (foto: reprodução / instagram @sofi_liberato)
Sofia e Marina Liberato são as filhas gêmeas de Gugu (foto: reprodução / instagram @sofi_liberato)

Resumo da Notícia:

  • Gugu Liberato era pai de João Augusto, Sofia e Marina, fruto de seu relacionamento com Rose Miriam di Matteo

  • A mãe dos jovens luta para ter a relação de 19 anos reconhecida pela justiça e ser inclusa na herança

  • Estima-se que Gugu Liberato tenha deixado mais de R$ 1 bilhão em bens quando morreu, em 2019

Sofia e Marina, as filhas gêmeas de Gugu Liberato estão de posse da herança deixada pelo pai sem o intermédio da tia, Aparecida Liberato. Yahoo! conversou com o advogado Nelson Wilians, que representa as jovens e a mãe delas, Rose Miriam de Matteo.

“Desde que Marina e Sofia foram emancipadas, no início de julho de 2021, a curadoria especial da Sra. Aparecida foi afastada. Portanto, as gêmeas desde então não dependem da tia”, disse o advogado. Estima-se que Gugu Liberato tenha deixado uma herança de mais de R$ 1 bilhão e elas teriam direito a cerca de R$ 300 milhões cada uma.

Após questionarem a prestação de contas e o repasse dos valores pela tia, Aparecida, e os vídeos da audiência vazarem para a imprensa, hoje elas têm uma outra relação: “Permanece sendo de muito respeito”, ressalta Wilians. À época elas chegaram a questionar quanto recebiam de mesada.

Além das meninas, que completaram 18 anos recentemente, ainda são herdeiros pelo testamento João Augusto, o filho mais velho de Gugu, e cinco sobrinhos que receberão uma parte menor dos bens. Ele ainda garantiu uma pensão vitalícia para a mãe, Maria do Céu, e a justiça garantiu à Rose Miriam que ela receba os mesmos valores que o apresentador repassava a ela quando vivo, pouco mais de R$ 60 mil por mês.

Inventariante escolhida por Gugu, Aparecida Liberato administra todos os bens (imóveis, ações, investimentos, empresas e contas bancárias) deixados pelo apresentador e os reúne em um grande documento.

Ela tem a função desde a abertura do testamento, que aconteceu dias após o enterro, em 2019, e desde então não foi concluído. “É comum um processo de inventário durar mais de dois anos, ainda mais quando se tem diversos herdeiros e um grande patrimônio para inventariar”, explica o advogado sobre o processo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos