Guarda real desmaia ao proteger caixão da rainha Elizabeth II

Guarda real desmaiou enquanto protegia o caixão da rainha Elizabeth credit:Bang Showbiz
Guarda real desmaiou enquanto protegia o caixão da rainha Elizabeth credit:Bang Showbiz

Um guarda real desmaiou e caiu de cara no chão enquanto protegia o caixão da rainha Elizabeth II.

O incidente ocorreu enquanto ele fazia vigília ao lado do caixão da monarca no Westminster Hall, em Londres, na quarta-feira (14.09.22), após a morte da rainha na última quinta-feira (08.09.22), aos 96 anos. Dois policiais correram para ajudar o guarda.

O caixão da rainha está em uma plataforma elevada, no Westminster Hall, onde guardas da Sovereign's Bodyguard, da Household Division e os Yeoman Warders, da Torre de Londres, estão o vigiando 24 horas por dia.

Cerca de um milhão de pessoas devem fazer fila na tentativa de prestar suas condolências pessoalmente durante o velório, antes do funeral de estado na segunda-feira (19.09.22).

A data foi declarada feriado no Reino Unido e espera-se que mais de quatro bilhões de pessoas vejam o momento histórico pela TV em todo o mundo - mais da metade da população de 7,97 bilhões da Terra - enquanto a monarca é enterrada.

Cerca de 500 líderes mundiais e dignitários foram convidados para o funeral, que acontecerá na Abadia de Westminster, em Londres.

O primeiro-ministro australiano Anthony Albanese, a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, e o primeiro-ministro canadense Justin Trudeau confirmaram sua presença na missa.

O presidente dos EUA, Joe Biden, e o presidente francês, Emmanuel Macron, também viajarão ao Reino Unido para participar do funeral.

Além disso, os ex-primeiros-ministros do Reino Unido, Boris Johnson, Theresa May, David Cameron, Gordon Brown, Tony Blair e John Major, foram todos convidados, assim como a atual primeira-ministra Liz Truss, que conheceu a rainha na Escócia pouco antes de sua morte.