'GTA brasileiro' 171 é acusado de desvio de dinheiro e rebate; entenda a polêmica

Com o lançamento via acesso antecipado de 171, o game carinhosamente apelidado de “GTA Brasileiro” entrou nos holofotes dos gamers. Tal popularidade também trouxe uma exposição não muito interesse ao estúdio Betagames Group. Uma publicação do site MixMods feita em 20 de novembro acusa os desenvolvedores de fraude e desvio de dinheiro.

 
Ambientado no Brasil, o game chama atenção dos jogadores brasileiros

Segundo as informações do site, o orçamento total para a conclusão do jogo está está superfaturado. Segundo os cálculos do criado do dossiê da MixMods, o valor gasto estaria abaixo de R$ 3 mil. O motivo apontado para tamanha diminuição de gasto é a suposta aquisição e uso de recursos gratuitos e de baixo custo.

Entre tais recursos gratuitos estariam objetos 3D animados como carros, personagens, armas e cenários, além do sistema de dia e noite, GPS e elementos visuais. Como o valor arrecadado via crowdfunding para o projeto chegou perto dos R$ 300 mil reais, o valor gasto estaria 100 vezes superfaturado, aborda do dossiê da MixMods.

O criador do dossiê alega que os valores alterados são apontados desde 2015. Porém, somente agora consegui provas para expor suas denúncias. Segundo a página do game, o projeto levou aproximadamente 10 anos para ser concluído. É de estranhar a demora no desenvolvimento quando tudo estaria “pronto”...

O que dizem os desenvolvedores

Na terça-feira (22), o Betagames Group (desenvolvedor do 171) publicou uma nota explicando toda a situação, reb...

'GTA brasileiro' 171 é acusado de desvio de dinheiro e rebate; entenda a polêmica
Leia Mais