'Grey's Anatomy' ganha primeiro profissional de medicina não binário

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em sua 18ª temporada, "Grey's Anatomy" não se acomoda com as glórias passadas e tenta sempre acompanhar as mudanças da sociedade ao longo dos anos. Em episódio que foi ao ar recentemente nos Estados Unidos, foi introduzido o primeiro personagem não binário da equipe médica.

Trata-se de Kai Bartley, interpretado por ER Fightmaster, também não binário. Kai faz parte de uma equipe de um hospital de Minessota onde a protagonista, Meredith (Ellen Pompeo), é convidada a trabalhar. O personagem faz pesquisas para encontrar a cura do Mal de Parkinson.

Nesta quarta-feira (27), o canal americano ABC, que exibe a série, confirmou à revista especializada Variety que Kai será um personagem recorrente nesta temporada, ou seja, está escalado para aparecer em múltiplos episódios.

Kai é descrito como "dedicado a seu ofício e extremamente talentoso". Também é dito que o personagem é confiante e apaixonado pela medicina, ficando muito próximo de Amelia (Caterina Scorsone), com quem é sugerido que poderá ter um envolvimento amoroso.

Ele retornará no próximo episódio inédito, a ser exibido no dia 11 de novembro nos Estados Unidos, além de outros episódios até o meio da temporada, em dezembro.

Esta é a primeira vez que um não binário aparece como um dos médicos da série. Além de atuar, Fightmaster também escreve e canta. Antes, já esteve em séries como "Shrill" e "Work in Progress", além de tocar na banda Twin.

No quesito diversidade, outra barreira quebrada foi quando o ator trans Alex Blue Davis interpretou o residente Casey Parker entre as temporadas 14 e 16.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos