Gretchen diz que pessoas chamam Thammy de 'aberração': 'Como falam isso para uma mãe?'

Thammy Miranda e Gretchen (Foto: Reprodução/Instagram @mariagretchen)

Após bombar nas redes no encontro com Ana Maria Braga, Gretchen fez algumas declarações impressionantes ao ser entrevistada pelo youtuber Maicon Santini. No vídeo, publicado nesta quinta-feira (9), ela fala a ditadura, plásticas e o preconceito sofrido por Thammy Miranda.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

"Escuto absurdos como, por exemplo, que ele é uma aberração. Como alguém fala isso para uma mãe? Não sou a Gretchen cantora naquele momento, eu sou a mãe, que ficou grávida, que gerou, que cuidou e que não quer ouvir falarem mal do seu filho", contou.

A cantora ainda se mostrou inconformada especialmente com religiosos que cometem esses julgamentos.

"Como uma pessoa evangélica vai julgar um gay, um homossexual, um trans, se na bíblia está escrito que a gente não pode julgar ninguém? Não aceita? Não entra na rede social da pessoa e não lê. Aceita? Ótimo, fale uma palavra legal de Deus, bonita. Isso é legal. Existem falsos santos por aí que faz com que a gente se sinta mal."

Frente à censura

Prestes a completar 60 anos no próximo dia 29, Gretchen lembrou do início da carreira, quando chamava atenção pelas danças sensuais e modelitos à frente da época, em plena ditadura militar. Mas não significa que ela nunca sofreu censura.

“Me sinto realizada, porque numa época em que a ditadura falava alto, eu, com jeito de dançar sensual, diferente de todo mundo, teve épocas que fui censurada. Foi uma época bem retrógrada. E eu que levantei essa bandeira das mulheres serem independentes", afirmou.