Gretchen luta contra o machismo diariamente: “Sou a própria resistência”

Gretchen é um ícone feminista (reprodução/instagram @mariagretchen)

Gretchen é uma mulher dona de si há muitos anos e desde que foi alçada a rainha dos memes propaga cada dia mais o amor próprio. Vivendo fora do Brasil há alguns anos, a artista foi convidada pela empresa Babbel, que é focada em educação, para comentar uma pesquisa que lista as frases machistas mais ouvidas por mulheres brasileiras.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

E nos siga no Google News: Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

“Acho terrível a gente ter que passar por essas humilhações e esses tipos de comentários. A maioria dos homens já está vendo que não existe mais essa condição. Que a mulher está sendo valorizada e bem vista por tudo o que ela é. Estamos num momento onde a mulher está sendo enaltecida, empoderada, amada. Acho totalmente fora da casinha ainda ter gente que continua reforçando frases e padrões que mantém o machismo existindo”, comentou.

Leia também

 Uma das falas machistas mais ditas no Brasil, “mulher tem que se dar ao respeito”, foi recriminada pela artista. “Respeito não tem que se dar.  Respeito se tem um pelo outro. Seja quem for. Homem ou mulher. Tem que existir para um bom relacionamento entre pessoas”, afirma.

Com mais de 40 anos de carreira, Gretchen reflete sobre as mudanças do início até os dias atuais. “Muita coisa mudou. Sou de uma época de ditadura, onde havia censura, onde a mulher ainda se submetia a ser dependente do homem. Sou a própria materialização da resistência contra o machismo. Sou um símbolo de independência: determinada, tenho o meu trabalho, sustento os meus filhos e faço o que quero da minha vida”, lembrou.

Gretchen ainda revelou o que deseja para outras mulheres. “Que elas se valorizem, se amem, tomem o poder de ser mulheres. Nós temos o poder de sermos mulheres intuitivas, inteligentes, independentes e podemos ser tudo que a gente quiser”, concluiu.

As frases machistas mais ditas no Brasil

Como uma mulher tão bonita como você está solteira?

Obviamente, essa frase implica que apenas mulheres feias ficam solteiras – como se a opinião dos homens sobre estética feminina tivesse o poder de decidir seu status civil. Nem os próprios homens saem ganhando com esta frase, já que ela comunica que eles são tão fúteis ao ponto de basearem suas escolhas apenas em aparências.

Mulher tem de se dar ao respeito

Esta afirmação significa que mulher que se preze tem de se portar e se vestir de uma certa maneira para ser respeitada por homens. Caso contrário, ela corre o risco de ser considerada vulgar e não digna de respeito – o que acaba justificando assédios e até estupros. “A frase é muito usada para tentar transferir a culpa de ações como essas, inclusive as criminosas, minimizando a responsabilidade de quem realmente cometeu a agressão. É bom lembrar que essa cultura de culpabilização da mulher é tão forte que também é reproduzida por mulheres”, diz Camila Rocha Irmer, linguista brasileira da Babbel.

Comporte-se como uma mocinha

Esta frase geralmente é usada para ensinar "boas maneiras" a meninas. “Comportar-se como uma mocinha” significa ser obediente, quieta e graciosa, implicando que qualquer outro comportamento fora desse escopo não é adequado e deve ser condenado.

Mal-amada

O termo, que é usado apenas para mulheres, pretende “descrever” a atitude de uma mulher usando uma suposta causa – falta de afeto masculino. Contudo, quando o mal-humorado é um homem, ele é o dono do próprio estado emocional/ atitude – e nunca um mal-amado. Já a expressão “mal-amada” sugere que um homem, ou a falta dele, teria o poder de moldar a personalidade feminina.

Mulher de malandro

A expressão normaliza a violência doméstica ao subestimar um assunto sério. Usar o termo, que se refere à mulher que apanha mas não larga o marido, é colocar na vítima a responsabilidade pela violência sofrida, absolvendo o agressor. Chamar alguém de "mulher de malandro" é ignorar os motivos que a fazem ficar em uma relação abusiva: falta de condições econômicas para criar as crianças sozinha, falta de apoio das pessoas ao redor, medo de ser assassinada pelo marido, etc. Quando está presa em uma relação abusiva, muitas vezes nunca consegue se libertar porque o abusador a humilha e a diminui até aniquilar a força e a autoestima necessárias para que consigam sair da relação.