‘Greg News’ é um late show na contramão da internet

 

Gregorio Duvivier em cena de seu programa na HBO (Foto: Reprodução/HBO)

Gregorio Duvivier é um dos personagens preferidos das redes sociais. Afinal, o humorista do Porta dos Fundos e colunista do jornal ‘Folha de S. Paulo’ invariavelmente consegue virar assunto no mundo virtual. É alvo preferencial de haters de direita e um dos queridinhos da esquerda hashtag, essa que quer mudar o mundo sem sair da frente do computador. Agora ele certamente voltará a ser alvo de debates com o seu ‘Greg News com Gregório Duvivier’.

Seu late show que estreou sexta às 22h na HBO tem formato idêntico a outro da emissora: o ‘Last Week Tonight With John Oliver’. De fato, é praticamente igual em sua bancada, bossa gráfica e tipo de humor. Duvivier, entretanto, escolheu um lado: obviamente de esquerda. Não é demérito – quem acompanha as redes sociais sabe que a esquerda pelo menos tem mais humor do que a direita, o que nos garante um programa mais engraçado e menos cheio de rancor.

Em seu primeiro episódio Duvivier foi direto ao ponto: os dois temas da noite foram a Odebrecht e o projeto Escola Sem Partido. E é na abordagem de ambos os assuntos que o programa se afastou das redes sociais. Bem embasado e amparado por boa pesquisa, o apresentador fez o que se vê pouco no mundo virtual: destrinchou os fatos e mostrou de forma racional as incongruências de algumas teorias que circulam forte em comentários e timelines.

Veja também:

Dez anos depois, “As visões da Raven” está de volta

Vítima de assédio de José Mayer explica por que não foi depor contra o ator

Falta a Duvivier aquela entusiástica acidez de John Oliver, mas ele compensa isso com um jeito ponderado e simpático. Um ponto positivo é que traz um novo formato ao se afastar dos já conhecidos talk shows. O outro é que começa às 22h, o que não obriga ninguém a entrar madrugada adentro para assisti-lo. Tem boas chances de dar certo.