5 desabafos das famosas sobre a gestação: "Piores momentos da vida"

A gravidez é um momento especial para toda mulher, mas também funciona como um período de descoberta da não romantização total de todas as fases. E é isso que Viviane Araújo tem sentido nos últimos dias. Grávida de 8 meses, nas semanas finais da gestação de Joaquim, seu primeiro filho, ela já sente o peso da barriga e do tempo de gestação. Nas redes sociais, a atriz desabafou com seus seguidores como tem sido essas semanas.

"Vou falar uma coisa para vocês. Mamãe, nessa reta final, está cansada. Dormindo mais do que deveria. Mas também eu posso. Posso dormir. Depois sei que o sono... não vai ter mais", disse ela, aos risos.

Vivi também já chegou a falar que interrompeu a vida sexual por um tempo por conta da insegurança que sentiu, ela é casada com Guilherme Militão desde 2021.

"Meu marido ficou com medo, até por conta do sangramento que eu tive. Depois que tava tudo bem, ele realmente ficava com bastante medo. E algumas posições também, realmente incomodam, não é legal, porque o útero fica mais sensível", contou ao podcast Grão de Gente. Ela também admitiu certa preguiça na hora do vamos ver. "É, a vontade está aqui. Está ok. Continua presente. A questão mesmo é, às vezes, na disposição mesmo, sabe?".

Com as redes sociais aproximando o público anônimo dos famosos, os relatos e desabafos sobre os momentos não tão bons da gravidez das mamães famosas humanizam esse processo para todas as grávidas, criando uma grande rede de apoio. Isso também deixa de lado a romantização que existia em entrevistas de capas de revistas nas bancas de jornais. Veja outras famosas que já falaram sobre as gravidezes reais.

Isabella Scherer

Grávida de gêmeos, Isabella também desabafou sobre a função que está sendo carregar duas crianças em seu ventre.

"Já estou com 4kg de criança na minha barriga. Estou cansada, estressada e muito cansada. Até pouco tempo eu nem conseguia dormir. Essa noite acordei engasgada e vomitei na casa, estou tentando ainda descobrir se tem algum travesseiro especial ou posição. Está horrível", lamentou.

A chef contou que chegou a ser internada depois de passar muito mal em casa. Ela foi socorrida pelo namorado Rodrigo Calazans.

"Comecei a sentir umas contrações de treinamento e falei com o médico. Cronometrei os intervalos, 20 minutos, intervalo, 13 minutos e chegou a 7 minutos. Fui para o pronto socorro. Ainda sem dor, tudo certo. Mas as contrações já estavam ritmadas", contou ela, que tomou medicação para controlar e parar esses espasmos.

Em recente postagem nas redes sociais, Isa chocou seus seguidores com o tamanho de sua barriga. "Num é normal esse tamanho de barriga, não", brincou.

Pérola Faria

A atriz deu à luz a Joaquim na última quarta-feira (10) e contou que o bebê nasceu antes do tempo. No Instagram, ela relatou que começou a sentir muita coceiras nas mãos e nos pés, recebendo o diagnóstico de Colestase gestacional, uma alteração hepática que mantém as toxinas por mais tempo no fígado. Por isso, Pérola precisou acelerar o parto.

"Ainda não aparecemos por aqui para contar como foi tudo, como foi a correria... Acabou que o Joaquim veio antes porque descobri um quadro, um detalhe que eu já sabia que tinha desde o início da gravidez, que é a questão das enzimas hepáticas muito alteradas. Deu uma alteração, que causou um sintoma muito louco: coceira muito intensa nas mãos e nos pés. Isso pode virar uma coisa muito séria para o bebê e se não prestar a atenção, já era", começou ela.

"Por sorte tenho um super parceiro, que leva a sério tudo o que sinto. Nós, mães, sabemos quando não é uma coceira só. Fu investigar o que era isso... Pesquisei no Google, me ajudou a ficar com desespero e sair correndo para ver o que era. Dormi chorando no dia. 'E se for isso, meu Deus?' E era. Fui internada e me falaram: 'Vai ser internada hoje para parir hoje. Foi isso", relembrou ela, que contou com ajuda do marido Mário Bregieira.

"É uma coisa muito séria e meio silenciosa. O sintoma é bem chato, muita coceira, mas tem gente que pode achar que é só uma alergia, mas tem que ficar atento mesmo. Tem gente que tem que adiantar o parto em 30 semanas", ressaltou.

Thaila Ayala

A atriz deu à luz em dezembro do ano passado a Francisco, seu primeiro filho com Renato Goes. No entanto, ela criou um perfil no Instagram, o "MileumaTrETAs", onde vem compartilhando alguns sentimentos que passou durante a gestação.

"Eu tive uma gravidez nada fácil embora muitos dissessem ser o melhor momento de uma mulher. Definitivamente foi um dos piores momentos da minha vida, tive todos os sintomas, dores, dificuldades e culpa, muita culpa. Sofri uma depressão terrível que, graças a minha rede de apoio, consegui passar por ela", começou.

"Embora hoje eu saiba que gravidez é a vivência mais única e particular que uma pessoa pode ter, ter sofrido de uma doença que é tão pouco abraçada na gravidez só deixou ainda mais solitário o que já é extremamente só. Dividir e ser acolhida, foi fundamental para o meu processo. Ouvir e ser ouvida, sem julgamentos e sim, empatia. E por essa e todas as trocas maravilhosas e fundamentais que tive com a minha Marida (Julia Faria) nesse processo, nasceu Mil e Uma TrETAS, com a ideia de ouvir, dividir e acolher", disse ela.

Julia Faria

Cora, a primeira filha de Julia Faria e Guto Cavanha, nasceu em outubro do ano passado, mas a atriz fez questão de compartilhar seus processos. Em uma foto em que aparece com cara de choro, ela desabafou:

"Guto tirou essa foto minha no chão do nosso quarto, com essa luz gostosa que bate no por do sol e rosto inchado de tanto chorar. Chorei porque a gravidez me trouxe a liberdade para chorar, coisa que eu não fazia antes. Então tenho chorado. Muito. Na intenção de transbordar o que não quero que fique dentro. Que não quero que chegue à minha filha! As inseguranças, angústias, frustrações. Prefiro colocá-las para fora", começou.

"E chorar tem sido a saída, como se com o choro escorresse todo o resto e aliviasse, sabe? Tô aprendendo. No exercício. De vibrar o que a gente deseja ser independente das circunstâncias. Então me ponho a chorar, sempre que necessário! Tem funcionado", analisou.