Grêmio vence o Guaraní (PAR) e avança às quartas da Libertadores

Futebol Latino
·3 minuto de leitura
PORTO ALEGRE, BRAZIL - DECEMBER 03: Ferreira of Gremio celebrates with his coach Renato Portaluppi and teammates after scoring the first goal of his team during a round of sixteen second leg match of Copa CONMEBOL Libertadores between Gremio and Guarani at Arena do Gremio on December 03, 2020 in Porto Alegre, Brazil. (Photo by Diego Vara - Pool/Getty Images)
PORTO ALEGRE, BRAZIL - DECEMBER 03: Ferreira of Gremio celebrates with his coach Renato Portaluppi and teammates after scoring the first goal of his team during a round of sixteen second leg match of Copa CONMEBOL Libertadores between Gremio and Guarani at Arena do Gremio on December 03, 2020 in Porto Alegre, Brazil. (Photo by Diego Vara - Pool/Getty Images)

Os gols de Ferreira e Rodrigues tornaram a vaga do Grêmio que já parecia provável diante do Guaraní pelas oitavas de final da Copa Libertadores jogando na Arena uma realidade ao vencer novamente os paraguaios por 2 a 0. Triunfo esse, aliás, que colocou a equipe de Renato Portaluppi para fazer um duelo brasileiro nas quartas frente ao Santos.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

RÁPIDO, RASTEIRO E REVISADO

Foram só dois minutos que a equipe gaúcha precisou para armar uma jogada perigosa onde Jean Pyerre deu um toque excelente na enfiada de bola para Cortez, dentro da área, tocar na pinta para Ferreira complementar pras redes em lance que foi invalidado inicialmente pela arbitragem. Porém, com a revisão do VAR, a marcação inicial de impedimento foi corrigida e o tento do jovem atacante do Tricolor acabou validado.

Leia também:

DOMÍNIO GREMISTA, MAS...

Em volume de jogo, era notório que o time da casa mandava no confronto e praticamente não era incomodado pelos paraguaios, chegando na base da velocidade e não apenas acuando o adversário, mas também deixando o seu arqueiro (Vanderlei) quase como que um espectador do confronto.

Porém, logo na primeira oportunidade mais aguda do Aborígene, o cruzamento que chegou com absoluta liberdade para Baez foi testada no contrapé do arqueiro brasileiro que só olhou a bola passar com muito perigo por sobre o travessão dos anfitriões.

VAGA ENCAMINHADA, MAS PLACAR INDEFINIDO

Mesmo distante três gols de conseguir a classificação que se tornou ainda mais improvável depois de sair atrás do marcador, o Guaraní não tinha receio de somente sair para o plano ofensivo como, em determinados momentos, exigiu defesas de considerável complexidade por parte de Vanderlei como a finalização de Rodrigo Fernández, de fora da área, que forçou o camisa 27 a pular no ângulo esquerdo.

Por outro lado, o Tricolor também tinha mais espaço para aplicar a qualidade e entrosamento do seu estilo de jogo consolidado há alguns anos, algo que ficou evidente em lances onde, quando Servio não salvou a vida dos paraguaios, Isaque botou pro fundo das redes. Mas a arbitragem acabou anulando posteriormente o tento, com intervenção do Árbitro de Vídeo, acabou anulando.

NAS QUARTAS!

Dentro de uma partida que não se tornou em nenhum momento desinteressante pela dedicação das duas equipes, o confronto seguiu movimentado até que o zagueiro Rodrigues, aparecendo como um verdadeiro atacante, acompanhou o lance e tocou pro fundo das redes com a meta já vazia após passe de Diego Souza. Assim, o apito final do árbitro colombiano Wilmar Roldán só ratificou a vaga gremista na sequência da Liberta.

FICHA TÉCNICA
​GRÊMIO 2 x 0 GUARANÍ-PAR

Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Data e hora: 03/12/2020 - 21h30
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Assistentes: Dionisio Ruiz e Miguel Roldán (ambos COL)
​VAR: Andres Rojas (COL)
Cartões amarelos: Isaque (GRE); Florentín, Báez, Villalva, Rodrigo Fernández (GUA)
Cartões vermelhos: Miguel Benítez (GUA)
Gols: Ferreira (2'/1°T), Rodrigues (51'/2°T)

GRÊMIO: Vanderlei; Orejuela, David Braz, Rodrigues e Cortez; Darlan (Maicon, aos 28'/2°T), Lucas Silva e Jean Pyerre (Isaque, aos 46'/1°T); Ferreira (PInares, aos 28'/2°T), Pepê (Guilherme Azevedo, aos 36'/2°T) e Churín (Diego Souza, aos 36'/2°T). Técnico: Renato Portaluppi.

GUARANÍ-PAR: Servio; Tripichio (Villalva, no intervalo), Romaña, Baez e Miguel Benítez; Ángel Benítez (Merlini, aos 32'/2°T), Florentín (Fernando Fernández, no intervalo), Rodrigo Fernández, Maná e Domínguez; Bobadilla. Técnico: Gustavo Costas.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos