Governo recebe 10 mil denúncias de fraude no auxílio emergencial

Colaboradores Yahoo Notícias
·1 minuto de leitura
Lançamento do aplicativo CAIXA|Auxílio Emergencial
Lançamento do aplicativo CAIXA|Auxílio Emergencial

O governo federal acumula 10 mil denúncias de cidadãos sobre possíveis fraudes no auxílio emergencial em dois meses, informou a revista Época.

Segundo dados do Painel Fala.Br, mantido pela CGU (Controladoria-Geral da União), foram recebidos 73 mil tipos de manifestações que, além de denúncias, incluem 26 mil reclamações, 18 mil solicitações, 15 mil comunicações e duas mil sugestões feitas entre 22 de maio e 24 de julho.

A maioria das participações, de acordo com a publicação, foi encaminhada ao Ministério da Cidadania, responsável pelo benefício de R$ 600 pagos a trabalhadores informais afetados financeiramente pela pandemia de coronavírus.

Leia também

O Fala.Br registrou outros tipos de manifestações, incluindo 1,6 mil denúncias contra empresas, 1,4 mil reclamações sobre hospitais, 524 denúncias contra prefeituras, 219 denúncias sobre descumprimento do isolamento social e 16 denúncias sobre cultos em funcionamento, entre outros chamados.

Neste domingo (3), O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar os governadores que defendem "auxílio emergencial permanente".

“Alguns (governadores) estão defendendo auxílio emergencial indefinido. Esses mesmos que quebraram os estados deles, esse mesmo governador esta defendendo o emergencial de forma permanente, só que por mês são R$ 50 bilhões. Vão arrebentar com a economia do Brasil”, disse o presidente.

Indagado se seria algum governador específico, Bolsonaro respondeu: “Você sabe de quem eu estou falando”.