Governo do Estado observa infração de Flamengo e Fluminense e pede liberação do Maracanã para o Vasco

CBF confirma realização de Vasco x Sport no Maracanã (Foto: Daniel RAMALHO / CRVG)


Mais um capítulo da novela envolvendo Maracanã, Flamengo, Fluminense e Vasco. Desta vez, foi o Governo do Estado do Rio de Janeiro quem entrou no circuito. Mais especificamente, a Casa Civil estadual enviou ofício para Flamengo e Fluminense. No documento, o órgão vê infração da dupla na negativa ao Cruz-Maltino, que pretende realizar o jogo contra o Sport no estádio concedido pelo governo.

+ ATUAÇÕES: Nene desequilibra, e é o principal destaque da vitória do Vasco na Série B

O documento entende que não há "ato justificado" para o Vasco não poder jogar no Maracanã no dia desejado (3 de julho). A Casa Civil resposta até às 12 horas desta segunda-feira. Tal informação foi publicada primeiramente pelo site "ge" e confirmada pelo LANCE!.

+ Vasco aciona Judiciário para jogar no Maracanã contra o Sport pela Série B

A infração que o Governo do Estado observa diz respeito à cláusula 19ª do Termo de Concessão do estádio para Flamengo e Fluminense. Esta cláusula indica sanções que podem variar de multas ao cancelamento da concessão.

A notificação foi endereçada a Rodolfo Landim, presidente do Flamengo (permissionário), e Mário Bittencourt, mandatário do Fluminense (interveniente anuente). Este é apenas mais um capítulo do racha atual entre clubes.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Tudo começou quando o Vasco alugou o Maracanã para jogar contra o Cruzeiro, no último dia 12 de junho, mas os valores cobrados foram consideravelmente maiores que de costume. O Cruz-Maltino, em seguida, solicitou novo aluguel do estádio, agora para o jogo contra o Sport. E, até o momento, a resposta do Consórcio liderado por Flamengo e Fluminense foi negativa. Por isso a intervenção do Governo do Estado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos